Harpa Cristã – Letra dos Hinos de 301 a 400

 

301: “VEM CEAR”
P.L.M. (C.B.Widmeyer)
1
Cristo já nos preparou
Um manjar que nos comprou,
E, agora, nos convida a cear:
Com celestial maná
Que de graça Deus te dá,
Vem, faminto, tua alma saciar.
Coro
“Vem cear”, o Mestre chama – “vem cear”.
Mesmo hoje tu te podes saciar;
Poucos pães multiplicou,
Água em vinho transformou,
Vem, faminto, a Jesus, “vem cear”.
2
Eis discípulos a voltar,
Sem os peixes apanhar,
Mas Jesus os manda outra vez partir,
Ao tornar à praia, então,
Vêem no fogo peixe e pão,
E Jesus, que os convida à ceia vir.
3
Quem sedento se achar,
Venha a Cristo sem tardar,
Pois o vinho sem mistura Ele dá;
E também da vida, o pão,
Que nos traz consolação;
Eis que tudo preparado já está.
4
Breve Cristo vai descer,
E a Noiva receber
Seu lugar ao lado do Senhor Jesus;
Quem a fome suportou.
E a sede já passou,
Lá no céu irá cear em santa luz.
.
.
302: NÃO MURMURES: CANTA
E.K. e E.C.
1
No mundo murmura-se tanto,
Entre os que cristãos dizem ser;
Em vez de Iouvores há pranto,
Fraqueza em lugar de poder.
Murmuram – assim no deserto,
Em Mara, Israel murmurou;
Oh! Não vêem que Deus está perto;
Jamais Seu auxilio negou.
Coro
Em vez de murmurares, canta
Um hino de louvor a Deus;
Jesus quer te dar vida santa,
Qual noiva levar-te p’ra os céus.
2
Tu vives, irmão, murmurando,
Tal como um escravo do mal;
Se Deus a tua fé stá provando,
Tu não tens razão para tal.
Deus castiga aquele a quem ama,
De ti. também não se esqueceu;
Qual pai amoroso te chama,
E cuida, sim, do que é Seu.
3
E mesmo se as ondas rugirem.
No revolto e bravio mar,
Os céus poderás ver se abrirem,
Se um hino tua alma cantar,
Não temas ciladas, nem morte,
Pra cima tu deves olhar;
O leme segura bem forte,
Até do céu a luz raiar.
4
Se um hino cantar tu puderes,
Nas horas de grande aflição.
Então voarás, se quiseres,
Até a celeste mansão;
Nas asas da águia levado.
Bem perto do mar de cristal
E por fim então libertado,
A terra, chegar, celestial.
.
.
303: PRECISAMOS DE JESUS
E.C. (I.E.Reynolds)
1
Quando o sol brilhar em qualquer lugar,
Tu precisas de Jesus;
Quando escurecer, tudo fenecer.
Tu precisas de Jesus!
Coro
Eu preciso de Jesus,
Tu precisas de Jesus;
Pecador, vem para a luz
Que resplandeceu na cruz;
Tu precisas de Jesus!
2
Pra obter perdão, plena salvação,
Tu precisas de Jesus;
Para caminhar firme, sem errar;
Tu precisas de Jesus!
3
Mesmo havendo paz, calma mui veraz,
Tu precisas de Jesus;
Na perseguição, na tribulação,
Tu precisas de Jesus!
4
Quando a morte entrar em teu próprio lar,
Tu precisas de Jesus;.
Ante o tribunal, decisão final,
Tu precisas de Jesus!
.
.
304: A FACE ADORADA DE JESUS
P.L.M. (R.H.Cornelius)
1
Desprezando toda a dor eu vou a cantar,
E o Calvário, ao pecador, sempre apontar;
Flechas traspassaram-me, padeci gran dor;
Mas Jesus, minha luz, fez-me vencedor.
Coro
A face adorada de Jesus verei,
Com a grei amada, no céu estarei,
Na mansão dourada, hinos vou Cantar
A Jesus, minha luz, que me quis salvar!
2
Pode a noite escura ser no servir Jesus,
Mas clamando, com poder, brilhará a luz;
Podem os laços de Satã, todos me cercar,
Mas Jesus, pela cruz, faz-me triunfar!
3
Quando estou a contemplar a montanha além,
Onde a luta a governar, ‘sta Jesus também,
Que estende a Sua mão sobre nós dali;
Sei assim, que por mim, Cristo vela aqui.
4
Se entre as ondas estou sem luz,quase a perecer,
Meu piloto é Jesus, pode me valer:
O meu barco guia bem pelo bravo mar,
Sim, Jesus me conduz, posso sossegar!
.
.
305: CAMPEÕES DA LUZ
E.K. e E.C. (Egon Zandelin)
1
Soldados somos de Jesus
E campeões do bem, da luz;
Nos exércitos de Deus,
Batalhamos pelos céus,
Cantando, vamos combater.
O vil pecado e seu poder;
A batalha ganha está;
A vitória Deus nos dá.
Coro
Breve vamos terminar a batalha aqui,
E p ‘ra sempre descansar com Jesus ali;
Todos os que são fiéis ao bom Capitão,
Hão de receber lauréis como galardão.
2
Levai o escudo, sim, da fé,
Pois a peleja dura é,
Mas promessa temos nós
De jamais lutarmos sós.
- As flechas do mal não temer,
Mas combater até vencer,
Olham os campeões p’ros céus,
A vitória vem de Deus.
3
Se alguém cansado se encontrar,
Sem forças para pelejar,
O Senhor quer te ajudar
A vitória alcançar;
O mal vencendo avançai,
E hinos a Jesus cantai,
E da salvação falai;
Almas ao Senhor levai.
.
.
306: A PALAVRA DE DEUS É UM TESOURO
E.C. (Grant Golfax Tullar)
1
A Palavra de Deus é para mim
Um tesouro sem igual em valor!
Fala do amor de Deus, do amor que não tem fim;
Mais precioso do que ouro é este amor!
Coro
A Palavra de Deus é doce, mais que o mel,
O que a toma pela fé há de ser fiel,
Porque Deus nos concedeu o Emanuel,
Rocha viva donde mana leite e mel.
2
Luz que guia pela senda da paz,
E alumia os que em trevas estão;
Lâmpada que nos faz ver os ardis de Satanás,
E que brilha mesmo na escuridão.
3
É um farol que sempre resplandeceu.
E que mostra o porto da salvação;
Quem na arca já entrou
e do mundo se esqueceu,
Chegará por certo à eternal mansão.
.
.
307: LOUVOR AO DEUS TRINO
P.L.M. (W.Boyd, 1868)
Ao Pai, ao Filho, o Redentor,
Ao divinal Consolador;
Ao trino Deus, sim, adorai,
Louvor eterno tributai. Amém.
.
.
308: SÓ O SANGUE DE JESUS
E.C. (Mrs C.H.Morris)
1
Só o Sangue de Jesus tem poder pra nos lavar,
E de toda mancha nos limpar;
Todo o que lavado for nesse sangue expiador.
Não mais teme a morte nem a dor!
Coro
Só o sangue pode libertar,
E também nos lavar;
Pelo sangue vamos nós alcançar,
A morada de Jesus.
2
Só o sangue de Jesus, guarda-nos da corrupção.
E nos livra da vil tentação;
Esse sangue tem valor, pois é preço do amor
Com que resgatou-nos o Senhor.
3
Só o sangue de Jesus tem poder de preservar
O fiel que a Deus quer agradar;
Todo o ouro é sem valor pra pagar o gran favor,
Do eterno e divino amor!
.
.
309: AO FINDAR DO DIA
A.T.G.
1
Finda a lida deste dia, ó bendito Salvador;
Eis-nos todos reunidos a cantar o Teu louvor;
Vem encher-nos do Teu santo e doce amor!
2
A leitura da Palavra, vem, Senhor, abençoar,
E no coração dos crentes Teus ensinos vem gravar.
Tuas bênçãos continua a derramar!
3
Congregados nos achamos constrangidos pelo amor
Que emana do Teu nome, ó amado Salvador;
Aprendendo no Teu livro, ó Senhor! Amém.
.
.
310: AVANTE EU VOU
P.L.M. (F.M.Graham)
1
Jesus é o Redentor, que veio nos salvar,
Do mundo de horror, das ondas deste mar;
A todo o que crer vitória lhe, dará,
Também real poder, que gozo lhe trará.
Coro
Avante eu vou, avante eu vou,
Para entrar no céu, na divinal mansão;
Tenho gozo mui profundo; Jesus no coração,
Não olhando para o mundo, avante eu vou.
2
Jesus meu Salvador. ao céu me levará,
E do destruidor, o corpo esmagará,
Ao caro Redentor, fiel aqui serei,
A Ele, com fervor, somente seguirei.
3
Trombeta soará do nosso Criador;
A grei se elevará dos santos do Senhor;
Em glória e poder Jesus regressará,
Seus servos hão de O ver, pois breve voltará.
4
Eis que virá Jesus, afim de me levar,
A desfrutar em luz, o Seu amor sem par;
Abraão, Isaque e Jó ali no céu verei,
Ao lado de Jacó, com eles cearei.
.
.
311: JESUS, MEU SALVADOR
N.J.N. (Geo Bennard)
1
Jesus salvou-me do mundo,
Ele é tão doce pra mim;
Amor, Lhe tenho, profundo,
Por Sua graça sem fim;
Quando ia eu no deserto,
Sem gozo, paz e sem luz,
Ele buscou-me, por certo,
Té que achou-me – Jesus!
Coro
Jesus, Jesus, Tu és meu Salvador,
Jesus, Jesus, só Teu serei, Senhor.
Na senda mui verdadeira,
Guia-me Tua mão,
E ao findar minha carreira,
Receberei galardão.
2
Jesus de Saron é a rosa,
Lírio suave é p’ra mim;
Ele é a rocha preciosa,
Onde há gozo sem fim;
É da manhã a estrela,
Na noite escura e sem luz,
Tenho doçura em vê-la,
Pois ela é meu Jesus!
3
Na manjedoura nascendo,
No mundo, só batalhou;
Em meu lugar padecendo,
Sangue por mim derramou,
Ressurgiu da sepultura,
Subindo à dextra de Deus;
Breve virá das alturas,
Descendo em nuvens dos céus.
.
.
312: A VINDA DE CRISTO
D.L.
1
Subiu triunfante p’ra o céu, o Senhor:
Assim mesmo há de voltar;
“Eis que venho breve”, diz o Salvador,
Quando o alarido ecoar.
Coro
Com muita prudência eu quero estar
Esperando por meu Senhor,
E sempre alerta aqui vigiar.
Té que venha o meu Salvador.
2
Com Cristo encontrar-me, gozoso irei.
Quando Ele nas nuvens descer,
Corpo igual ao Seu, nesse dia terei;
Que dia de glória há de ser.
3
Bendizendo a Cristo, no céu entrarei;
Irei no milênio ingressar;
Só com meu Jesus, eu aqui voltarei.
Pois todas nações vem julgar.
4
Vem sobre o Teu povo reinar, ó Senhor!
Teu reinado aqui gozo traz,
Ó vem, proteção nos trazer, Salvador!
Vem, Jesus, com justiça e paz!
5
Vem, Cristo, meu Rei, Tua Esposa buscar;
Eu quero contigo subir;
Um canto perene Te quero entoar,
E a glória eternal fruir.
.
.
313: LOUVOR À TRINDADE
P.L.M. (F.G.Baker, 1876)
Ao Pai Eterno dai louvor,
Ao Filho Seu também,
E ao celestial Consolador,
Louvai p’ra sempre. amém!
.
.
314: O PAI BONDOSO
P.L.M.
1
Um Pai bondoso tenho lá no céu.
Um Pai bondoso tenho lá no céu,
A Ele breve eu irei,
E a meu Pai, no céu verei;
Eu irei, eu irei, eu irei ao céu;
Eu irei, eu irei, eu irei ao céu;
Meu Pai me chama, vou andar
Pra Sua face contemplar.
2
Um Salvador eu tenho lá no céu;
Um Salvador eu tenho lá no céu;
A Ele presto eu irei,
Seu esplendor no céu verei,
Eu verei, eu verei, eu verei no céu,
Eu verei, eu verei, eu verei no céu.
Jesus ao céu me levará
E grande gozo me dará.
3
Uma coroa tenho lá no céu:
Uma coroa tenho lá no céu;
De espinhos a teve o Salvador,
Mas eu terei de esplendor,
Eu terei, eu terei, eu terei no céu;
Eu terei, eu terei, eu terei no céu;
Jesus coroa me dará,
Que minha fronte cingirá.
4
Nós nos encontraremos lá no céu;
Nós nos encontraremos lá no céu;
Unidos todos ao Senhor,
E cheios sempre de amor;
Andarei, andarei, andarei pro céu,
Andarei, andarei, andarei p’ro céu,
A paz eterna lá terei.
A face de Jesus verei.
.
.
315: OH! AMOR BENDITO
P.L.M. (Haydn)
1
Oh! Amor bendito, Tu possues a mim!
Enches o infinito, oh! amor sem fim!
Vivo hoje em Cristo, vivo no Fiel;
Por Deus sou benquisto no Emanuel.
Coro
Oh! Amor bendito: Tu possues a mim!
Enches o infinito, oh! amor sem fim!
2
Paz e glória eterna, há pra mim no céu,
Vida sempiterna com o nosso Deus.
Em verdade sinto vida no Senhor,
E do céu pressinto gozo e esplendor!
3
Coração, desfruta deste grande amor;
Na paz ou na luta, faz-te vencedor;
Que este amor é forte, viu-se ali na cruz;
Forte mais que a morte: O amor de Jesus!
.
.
316: EM BUSCA DE SIÃO
F.V. (M.J.Harris)
1
Saindo do Egito em busca de Siáo,
Meu Salvador guiou-me com Sua forte mão;
Levou-me em vitórias pelo fogo e o mar;
Agora, canto a Deus, pela salvação sem par.
Coro
Não busquem mais a Mim na escravidão,
Ergui a tenda, enfim, na terra de Sião.
Não busquem mais a Mim na escravidão,
Ergui a tenda, enfim, na terra de Sião.
2
Mui perto de Jesus e vendo o galardão,
Pra Canaã eu sigo, lá está meu coração;
Jesus pra grande herança, há de me levar,
A quem deu-me esperança, eu hei de aqui louvar.
3
Andei eu pelos campos, onde fruto achei;
Em Hebron, uvas vivas também eu apanhei,
Aqui melhor mel, vinho e leite eu encontrei,
Pra escravidão do Egito jamais eu voltarei.
4
As lutas desta vida eu não sinto mais,
Pois sempre vou cantando Sua graça, amor e paz;
Eu vou marchando para o eterno lar,
E breve, lá no céu – minha pátria – hei de estar.
.
.
317: JESUS VEM TRIUNFANTE
P.L.M.
1
Como brilha do oriente
O relâmpago ao ocidente,
Deste mundo voltará do céu, Jesus;
Levará Sua Noiva em gozo
Ao Seu lado mui ditoso,
Para o lar eterno de celeste luz.
Coro
Em breve, do céu, Jesus virá nos buscar;
Com gran poder, virá Jesus.
E nós devemos todos preparados estar,
Com vestes brancas, e brilhando como a luz.
2
Eis que a porta está aberta
Para a alma que desperta,
Aceitando a Jesus, o Salvador,
Pois Seu sangue derramado
Tem vencido o vil pecado,
Carregando, no madeiro nossa dor!
3
Jesus vem, vem triunfante,
Com Seus olhos chamejantes,
Pois Sua face brilhará qual luz do sol!
Mui felizes os que clamam.
Sua vinda, pois O amam,
E no céu, os nomes escritos têm no rol.
4
Jesus vem, qual sol raiando,
Este mundo iluminando,
A Igreja subirá ao encontro Seu;
Na Sua mão traz luz brilhante,
Qual estrela cintilante,
E os louvores se ouvirão nos altos céus!
.
.
318: AO LAR PATERNAL
P.L.M. (E.E.Hewitt)
1
Quero vos contar a história dum varão,
Que Jesus outrora relatou.
O qual tinha dois filhos em feliz mansão,
Té que o mais jovem o deixou.
Coro
Filho desleal ao lar paternal,
Queiras hoje regressar!
Pois o Pai está por ti esperando lá;
Pecador, ó volta p’ra teu lar!
2
O mais moço disse ao seu bondoso pai:
“A herança minha queiras dar”;
E a sua fazenda, alegremente vai
Num pais distante desfrutar.
3
O incauto jovem os seus bens esbanjou
Com seus camaradas, no prazer;
Eis que vindo a fome, do seu pai se lembrou
Que pudera sempre o sustar.
4
O perdido filho, ao lar por fim, voltou,
Mui arrependido do que fez;
E o pai contente, amoroso o beijou,
Pois seu filho via outra vez!
.
.
319: AINDA HÁ LUGAR
Jas S. (Ira D. Sankey)
1
Inda há lugar, p’ra ti, ó pecador!
Ouve o convite do teu Salvador.
Entra, entra, ‘inda há pra ti lugar.
2
A tua vida breve vai findar,
As sombras crescem, onde vais morar?
Entra, entra, ‘inda há pra ti lugar.
3
Eis lá no céu, Jesus nos preparou
Bodas festivas, e nos convidou,
Entra, entra, ‘inda há pra ti lugar.
4
A multidão que salva lá já está,
Vem, pois t’espera a ela te ajuntar.
Entra, entra, ‘inda há pra ti lugar.
5
Vês tu a porta aberta por Jesus?
Ele te chama, vem pra Sua luz;
Entra, entra, ‘inda há pra ti lugar.
6
Enche-se a sala, vem sem demorar;
Quem se descuida, perde o seu lugar;
Entra, entra, ‘inda há pra ti lugar.
7
Ali se encontra gozo, paz sem fim,
Glória te espera; a luta terá fim.
Entra, entra, ‘inda há pra ti lugar.
.
.
320: SEGUIR A CRISTO
F.V.
1
Queres tu seguir a Cristo,
E andar na Sua luz?
Pelo mundo sempre visto,
Por levar a sua cruz?
2
Queres hoje dar o passo,
Para seres um cristão?
Vem, quebranta triste laço
Do pecado e sedução.
3
A cidade na montanha,
Não se pode esconder,
E também, até tamanha
Que à vida deu poder.
4
Amas tu a Jesus Cristo,
Que por ti Sua vida deu?
Vem, então, declara isto -
Júbilo terás no céu.
5
Ó vê bem o teu intento,
Custa tua vida, sim!
Não resistas! Com alento,
Vem a Cristo, a luz sem fim.
6
Vem, confessa teus pecados
Junto à cruz do Salvador;
Pede graça de segui-Lo,
Com coragem e amor.
7
Considera o grande gozo
Que no céu espera, sim;
Aqui lutas, lá repouso,
Galardão terás enfim.
.
.
321: SÓ EM JESUS
P.L.M.
1
Só em Jesus fruirás paz e gozo,
Tu, pecador, que tens sede de amor;
Só em Jesus poderás ser ditoso;
NEle a graça obténs do Senhor.
2
Só em Jesus acharás forte escudo
Para abrigar-te dos dardos do mal;
NEle, oculto das dores, de tudo,
Receberás uma paz divinal.
3
Só em Jesus, sobre a divina rocha,
Salvar-te-ás deste mundo, qual mar;
Só em Jesus, sim na luz desta tocha,
Podes o santo caminho trilhar.
4
Só em Jesus, neste porto seguro,
Podes tua alma qual nau ancorar,
Só em Jesus, um brilhante futuro,
O pecador, poderás encontrar.
5
Só em Jesus, deixa tudo portanto,
Quer seja o mundo, o mal ou pecar;
Vem pra Jesus, que por Deus te garanto,
Que paz e gozo irás desfrutar.
.
.
322: AS SANTAS ESCRITURAS
P.L.M. (J.Lincoln Hall)
1
São as santas Escrituras
Que nos contam de Jesus,
O qual vindo das alturas
Fez brilhar nas trevas luz!
Pra nos dar eterna vida,
Té a morte se humilhou;
Tendo já vencido a lida,
Deus, o Pai, O exaltou.
Coro
Nunca mais vai ser ouvido
Outro conto de amor,
Que converta um perdido,
E rebelde pecador,
Como o santo Evangelho,
Que nos fala de perdão,
E transforma o homem velho
Numa nova criação.
2
Sobre a cruz foi derramado
O Seu sangue remidor;
Duma lança traspassado
Foi o lado do Senhor;
Suas mãos e pés pregaram
Com uns cravos, sobre a cruz;
Tudo isto me contaram
Da bondade de Jesus.
3
Quero continuar ouvindo
A história do Senhor;
Salvação estou fruindo
Deste conto de amor!
Do juízo fui liberto,
Da condenação, da dor.
Pela Bíblia estou bem certo,
Que Jesus é o Salvador.
.
.
323: LEVANTAI VOSSOS OLHOS
P.L.M.
1
Levantai os vossos olhos para cima,
Ó remidos do Senhor Jesus!
A figueira mostra que se aproxima
O verão: Brotos já produz!
Coro
Levantai, levantai!
Vossos olhos para o céu donde Jesus virá;
Levantai, levantai!
A redenção breve se fará.
2
Muitos dizem que Jesus está tardando,
Para vir buscar o povo Seu;
Qual nos dias de Noé, estão pecando,
Sem temer o bondoso Deus.
3
Muitos, como Faraó, estão dizendo:
“Quem é o Senhor p’ra lhe ouvir?”
E também o coração endurecendo:
Mas as pragas estão p’ra vir.
4
Ser arrebatado, eu, p’ro céu, quem dera!
Pois a Igreja Cristo levará.
A figueira está em flor, é primavera,
Levantai os vossos olhos já.
.
.
324: JESUS, O MELHOR AMIGO
*** (Peter Bilhorn – Arr)
1
Meu Jesus é o melhor amigo,
NEle ponho toda a minha fé;
Minhas chagas quer sarar,
E minh’alma consolar,
Oh, Jesus é o melhor amigo!
Coro
Jesus é o melhor amigo,
Jesus é o melhor amigo,
Sempre prestes a ajudar,
Ele a todos quer salvar,
Sim, Jesus é o melhor amigo!
2
Meu Jesus é o fiel amigo,
E me dá Sua força e poder;
Torna em gozo minha dor,
Me inspira, dá valor;
Oh! Jesus é o melhor amigo!
3
Quando as ondas se embravecem,
E meu barco querem afundar,
Ele dá-me calma e paz,
E bonança sempre traz,
Sim Jesus é o melhor amigo!
4
Ele deu a Sua própria vida
Pra salvar o ímpio pecador;
Oh! Jamais me quer deixar,
Nunca me desamparar!
Sim, Jesus é o melhor amigo!
.
.
325: A LUZ DO CÉU RAIOU
H.E.N. (Thoro Harris)
1
Noutro tempo, sei como eu andei,
Do pecado sob o véu,
Mas do céu raiou e em mim entrou
A luz do glorioso céu.
Coro
Em meu coração a luz raiou
Desde a glória, pois Jesus me amou;
E agora vivo sempre alegre,
Depois que luz do céu raiou!
2
E poder me dá, que só vem de lá,
De Jesus, que me salvou;
E eu vivo aqui, a louvar a Deus,
Que minh’alma libertou.
3
O descanso entrou e o lutar findou,
Com Jesus, meu Salvador;
Seu amor sem fim revelado a mim,
Enche-me de paz e amor.
4
Vou morar, então, na feliz Sião,
Com meu Salvador Jesus,
Para sempre ali, gozarei prazer
Lá na gloriosa luz.
.
.
326: OH! MEU JESUS
P.L.M. (M.D´Angelo)
1
Ó meu Jesus, quando lutas no caminho encontrar,
A Tua mão divina vem me ajudar;
Não temerei amparado por Ti mesmo, meu Jesus,
Ó Salvador, a vitória me vem por Tua luz,
Por Ti espero somente, meu Senhor,
Para andar de valor em valor;
Ó meu Jesus, minhas forças hei de ver mais aumentar;
Tendo a fé; Tua graça me há de bastar.
2
Ó meu Jesus, encostado em Teu braço vou andar,
E com amor na sã Palavra meditar;
Sempre assim na peleja,
por Jesus eu vencerei,
E pela fé, abrigado do mal estarei;
Já bem armado as trevas desfarei,
Pelo poder de Jesus, o meu Rei!
O meu Jesus, que me dás,
no coração, do Teu amor,
Hei de Te ver glorioso, no céu d’esplendor!
3
Ó meu Jesus, o Teu nome invocarei com mui amor,
Todo o poder Te foi entregue Salvador;
De todo o ser, o joelho ante Ti se dobrará;
Que és o Senhor, toda língua testificará,
Os nossos pés, Salvador queiras firmar
Na rocha, que não se pode abalar;
Ó meu Jesus, Tua graça quero sempre procurar,
Té que eu vá nos Teus braços enfim repousar.
.
.
327: TEU NOME PRECIOSO
Ja S.
1
Jesus Cristo, o Teu nome
E tão doce para mim -
Tua doçura incomparável
Enche-me de amor sem fim.
Tua doçura incomparável
Enche-me de amor sem fim.
2
És a estrela resplendente,
Que rebrilha com fulgor,
E dirige os meus passos,
Neste mundo de horror.
E dirige os meus passos,
Neste mundo de horror.
3
Teus são os eternos braços,
Protegendo o seguidor,
Que não fique enlaçado
Pio maligno tentador.
Que não fique enlaçado
Pio maligno tentador.
4
Com meu Salvador amado
Posso alegre prosseguir,
E com Ele eterno gozo
Eu terei lá no porvir.
E com Ele eterno gozo
Eu terei lá no porvir.
5
Oh! Teu nome precioso
Continua a soar
Pelo mundo de pecado,
Para as almas despertar!
Pelo mundo de pecado,
Para as almas despertar!
.
.
328: O PÃO DA VIDA
P.L.M.
1
O pão da vida, descido dos céus,
Dá paz, saúde e vigor;
O pão celeste, mandado por Deus,
É Cristo, o Salvador;
O Redentor, vem sem tardar,
Do pecador o mal sanar!
Se algum perdido buscar Tua luz,
Depressa vem a paz lhe dar;
Não tardes mais, amoroso Jesus,
Ó vem me confortar!
2
Há gozo santo p’ra quem tem a luz,
Em se lembrar do seu Senhor,
E só falar do amor de Jesus,
O grande Redentor!
Teu jugo é doce, meu Senhor,
Teu fardo é leve, que amor!
Se eu não posso levar minha cruz,
Depressa vem me ajudar;
Não tardes mais, amoroso Jesus,
Ó vem me confortar!
3
Por duras provas e perseguições,
Tu fazes o fiel passar;
E quem vencer há de ter galardão,
Também no céu lugar,
Eu lá verei Teu esplendor,
A Tua glória. Salvador;
Se não puder carregar minha cruz,
Depressa vem me auxiliar;
Não tardes mais, amoroso Jesus,
Ó vem me confortar!
4
Jesus, o Teu insondável amor,
Me faz sentir no coração;
O amor de Deus, este santo amor,
E viverei, então;
A Ti, Jesus, eu dou louvor;
Tu me dás graça e vigor;
Tu és o pão que a vida produz;
Minh’alma vem alimentar;
Não tardes mais, amoroso Jesus
O vem me confortar!
.
.
329: JESUS É MINHA PAZ
P.L.M.
1
Jesus nos braços me tomou,
Jesus me deu a paz;
Agora canto a quem me amou,
Jesus é minha paz!
2
Faminto e sedento andei,
Sem ter descanso, aqui;
Mas água viva eu aceitei;
Achei descanso aqui!
3
Onipotente pra me amar,
É Cristo, o Rei dos céus;
Alegremente vou cantar;
Achei descanso em Deus!
.
.
330: A FÉ DOS SANTOS
P.L.M.
1
Pela fé que uma vez foi entregue aos santos,
Que nos vem por Jesus, e nos seca o pranto,
Podem os crentes, sem ter nenhum espanto,
Prosseguir nas pisadas do Senhor.
Coro
Nas tristezas, nas lutas, na dor,
Recorriam ao caro Jesus;
A vitória lhes dava o Senhor,
Pelo sangue vertido na cruz.
2
Os cristãos foram por tribunais vis julgados,
Nas prisões, inocentes, à força lançados,
E de seus bens terrestres despojados,
Mas alegres seguiram o Senhor.
3
Peregrinos os santos no mundo andavam,
Nas cavernas da terra se refugiavam,
E ali reunidos, celebravam
A Jesus, seu amado Salvador.
4
Pela fé é que nós, crentes, sempre devemos
Nos firmar em Jesus e assim venceremos,
E um dia, no céu encontraremos
Os fiéis, que amaram o Senhor.
Coro Final
Lá no céu não teremos mais dor,
E o pranto ali há de findar,
Quando perto do nosso Senhor,
Nossa alma, enfim, repousar.
.
.
331: Ó CARO SALVADOR
P.L.M. (Lowell Mason)
1
O caro Salvador, manancial de amor,
Te sinto em mim!
Teu gozo a mim virá, jamais me faltará,
O qual me levará ao céu enfim.
2
Ó caro Salvador, riqueza de amor,
Vela por mim;
Tem-me na Tua mão, ó grande Capitão,
E lutarei, então, contigo assim.
3
Ó caro Salvador, meu vero intercessor.
Ora por mim;
Eu posso então falar, oh! deste amor sem par,
Que veio me salvar do mundo, sim!
4
Ó caro Salvador, com Teu poder,
Senhor, Opera em mim;
Na senda de valor, repleto de vigor,
Sem ter nenhum temor, irei assim!
.
.
332: PARA O CÉU EU VOU
S.N. (Nath. Cronsioe)
1
Para o céu eu vou, embora, for nublado;
O caminho, às vezes, espinhoso está,
Por Jesus, meu Mestre, sempre bem guiado,
Em Seus passos sigo, até que chegue lá.
Coro
Aleluia! P’ro céu vou caminhando,
Nada me desanimará!
Para o céu eu me vou aproximando,
Sempre meu Jesus me guiará!
2
Para o céu eu vou, ainda que lutando
Contra tentações, que surgem ante mim:
Sob o sangue de Jesus me abrigando,
Escondido e bem seguro, estou assim.
3
Para o céu eu vou, embora, mui cansado,
E amigos velhos, voltem-se pra trás.
Forte sigo co’o Senhor Jesus ao lado,
Convidando a outros aceitar a paz.
4
Para o céu eu vou, alegre caminhando:
Breve findará a peregrinação,
Se cansado, neste mundo vou andando,
Eu repousarei na divina! mansão.
.
.
333: O CÉU, MEU LAR
P.L.M. (G. Moreno)
1
É o meu lar, o céu, o céu de luz:
Livre da carne, o véu, verei Jesus;
Oh! Que feliz serei ao fado do Senhor,
Louvando ao meu Rei, o Salvador!
2
É o meu lar, o céu, o céu de luz;
Por mim sofreu, qual réu, o meu Jesus:
Oh! Que feliz serei no reino de amor,
Pois sempre gozarei, com meu Senhor!
3
É o meu lar, o céu, o céu de luz;
E com os meus troféus vou a Jesus:
Oh! Que feliz serei quando, com mui fervor,
Aos pés estar do Rei, dando louvor!
.
.
334: O FIM VEM, CUIDADO!
P.L.M.
1
O fim de todas coisas vem, não tarda, cuidado!
Não queiras hoje recusar a graça do Salvador:
Procura bem depressa, ficar abrigado,
No sangue do Cordeiro, no sangue remidor.
Coro
Que sangue precioso, saiu de meu Jesus!
Que sangue glorioso, vertido foi, na cruz!
2
O fundamento do cristão é a rocha eleita,
Por isco pode resistir os ventos da tentação.
A todo o que sincero, a Cristo aceita,
O sangue do Cordeiro garante salvação.
3
Quem pois ouvir, há de viver com Cristo na glória,
Quem não ouvir há de morrer, tormentos padecerá,
Pois quem deseja sobre o mal a vitória,
No sangue do Cordeiro poder encontrará.
.
.
335: MUI PERTO ESTÁ O DIA
L.F.
1
Perto, sim, mui perto está,
O dia não tardará;
Iremos nós residir
Com Jesus, que há de vir.
2
Oh! Quanta glória há de ser,
Se Cristo hoje descer,
Pois os fiéis em Jesus,
Gozarão eterna luz!
3
Que glória imensa, sem par,
Havemos nós de gozar
Ao lado, sim, do Senhor,
Nosso amado Salvador!
4
Devemos, pois, esperar,
E ao mundo olhos fechar;
Andemos sempre na luz,
A buscar o Rei Jesus.
.
.
336: ORAÇÃO DE ELIAS
P.L.M. (A.S. McPherson)
1
Elias no Carmelo orou
Com insistência a Deus;
Curvado ao pó, com fé clamou
Por chuva lá dos céus.
Coro
Chuva, manda Senhor,
A chuva do Santo Consolador;
Manda chuva forte, Salvador:
Na Tua lgreja faz descer
A chuva de poder.
2
Vai, servo meu, do monte olhar
Se nuvens negras vêm;
Pois pode agora Deus mandar
A chuva a nós também.
3
Uma nuvem surge qual u’a mão,
No horizonte além,
Ao longe ouve-se um trovão:
Sim, muita chuva vem.
4
Ó crente frio, vai buscar
A Deus em oração,
E tua vida consagrar,
P’re receber a unção.
.
.
337: Ó BOM JESUS
P.L.M. (S.C.Foster)
1
Ó bom Jesus, tesouro de poder,
Quero sentir-Te. sempre no meu ser!
Faz-me andar, oh, sempre nesta luz,
Pois dentro de mim vives, ó meu bom Jesus!
Coro
Oh! Em mim, Já enfim, ressuscitou Jesus;
Das trevas livre estou assim, por Sua luz!
2
O bom Jesus, ó fonte de amor,
Faz-me ouvir a Tua voz, Senhor;
Sempre viver deli eu quero sim,
Ó manifesta mais o Teu poder em mim!
3
O bom Jesus, real Consolador,
Longe de Ti está o pecador!
Vives em mim, és minha salvação;
Só é feliz, o que Te tem no Coração!
.
.
338: QUERO JESUS, TUA LUZ
P.L.M. (Mrs C.H.Morris)
1
Quero sempre, Jesus, receber Tua luz,
Revestir-me do Consolador;
E um dia nos céus, junto ao trono de Deus,
Fruirei abundante amor!
Coro
Ó Jesus, guarda o meu coração,
Nele faz Tua eterna habItação,
Quero sempre Teu nome louvar!
Pois quiseste minh’alma resgatar!
2
Sob o sangue estarei abrigado da lei,
Do pecado e da vil tentação;
Neste sangue há paz, gozo que satisfaz
E certeza de vem perdão!
3
Oh! Que consolação eu terei em Sião,
Vendo a face do meigo Jesus;
Um eterno louvor eu darei ao Senhor,
Ao entrar na cidade da luz!
.
.
339: JESUS RESSUSCITADO
F.N.Q. (Herbert Buffam)
1
Oh! Jesus ressuscitado,
Grande é o Teu poder!
Sê comigo, ó meu amado,
Dá-me a graça e o saber.
Coro
P’ra fazer a Tua vontade,
Quero de Ti mais poder;
Dá-me a Tua santidade,
Quero só p’ra Ti viver.
2
Meu Senhor, Tu és meu guia,
Dá-me força, vida e luz;
Plena paz e alegria,
Me concede,ó meu Jesus!
3
Es a luz tão radiosa,
Que me traz consolação;
Com Tua morte dolorosa,
Tu me deste a salvação.
4
Quero, ó Deus, agradecer-Te
O Teu grande, imenso amor,
Porque já me concedeste
O real Consolador.
.
.
340: UM POVO FORTE
P.L.M. (J. Martin)
1
Eis que surge um povo forte,
Revestido de poder;
E não teme nem a morte,
Quem a ele pertencer;
E terá sublime sorte,
Pois com Cristo ao céu vai,
Podes tu dizer também.
“Sou um dos tais”?
Coro
Um dos tais. Um dos tais.
Podes tu também dizer: “Sou um dos tais”?
Um dos tais, um dos tais.
Podes tu também dizer: “Sou um dos tais”?
2
No Cenác’lo reunidos,
O poder buscavam então,
Pelo amor de Deus unidos
A clamar em oração;
Eis que um vento é descido
E o fogo do céu cai;
Podes tu dizer também:
“Sou um dos tais”?
3
Este povo destemido,
(São os discípulos de Jesus)
Pelo mundo perseguido,
Por levar a sua cruz.
E agora revestido
Com poder ao mundo sai;
Podes tu dizer também:
“Sou um dos tais”?
4
Ó não sejas descuidado
Pra buscar o dom de Deus,
Dom que te fará ditoso,
Dar-te-á visões do céu.
E Jesus maravilhoso
Proclamando aos outros vais,
Poderás então dizer:
“Sou um dos tais”.
.
.
341: A ASPIRAÇÃO DA ALMA
P.L.M. (Hugh Wilson)
1
Minh’alma aspira habitar
Nos átrios do Senhor,
E para sempre ouvir soar
A voz do meu Redentor.
2
Descanso não se encontrará
No lar do pecador;
Só em Jesus se achará
Justiça, paz e amor.
3
Ó vinde, crentes, vamos já
A casa do Senhor,
Pois Ele nos ensinará
Servi-Lo com mui fervor!
.
.
342: AS CORDAS DO CORAÇÃO
N.K. e E.C.
1
Do meu coração vibram as cordas,
Afinadas pra o Mestre louvar:
O pecado este som não outorga:
Só o Gólgota as pode afinar.
Coro
Aleluia! Glória a Deus,
Que no Gólgota a minh’alma afinou!
Aleluia! Glória a Deus,
Que no Calvário a minh’alma afinou!
2
Também fomos no mundo afinados,
Mas não era agradável o som;
Mas no Gólgota já transformados.
Temos nova harmonia e tom.
3
É Jesus quem as almas afina,
O instrumento Ele cuida mui bem,
Cada dia o som mais refina,
Té tocar os acordes de além.
4
Se provar esta afinação queres.
Hoje chega-te à cruz com amor;
Harmonia terás se estiveres
Em Jesus, o teu afinador!
.
.
343: ABRE O CORAÇÃO
P.L.M. (W.J.Kirkpatrick)
1
Ó pecador que não tens luz.
Abre o coração;
Aceita hoje o bom Jesus;
Abre o coração!
Coro
Quem sinto bater no meu coração?
Jesus diz: “Abre sem tardar o teu coração”.
2
Tu que almejas salvo ser.
Abre o coração;
A paz de Deus vem obter,
Abre o coração!
3
Que meiga voz escutas já!
Abre o coração;
Jesus tua alma salvará,
Abre o coração!
4
Sim, hoje vem em Cristo crer
Abre o coração;
No amanhã que vai haver?
Abre o coração!
5
Ouvindo a voz do bom Jesus,
Abre o coração;
Ó vem depressa, vem pra luz,
Abre o coração!
.
.
344: UM AMIGO ENTRE OS LÍRIOS
O.N. (Thoro Harris)
1
Entre os lírios, no meio dos vales
‘Stá um amigo, que é caro pra mim;
Quero segui-Lo, isento dos males,
Vê-Lo no céu, com os anjos enfim.
Coro
Meu Salvador Jesus, Ó Filho do bom Deus;
Graças por Tua luz, que veio dos Céus!
Por mim provaste a Cruz,
Por mim morreste, Jesus!
2
Hoje Te busco, ó vem, revelar-me
A luz divina, onde estás, meu Jesus,
Com Teu rebanho vem já a levar-me
Para o rio que vida produz.
3
Ouve-me agora, Jesus mui amado,
Deixa-me Teu grande amor desfrutar;
Não mais me ‘scondas Teu rosto adorado,
Pois me chamaste pra me libertar.
4
A voz de Cristo é pra mim mais preciosa
Que a voz dos anjos; e do sol a luz,
Não tem o brilho da face radiosa
Quando sorri meu amado Jesus.
.
.
345: OH! TENHO GOZO
P.L.M. (T. de Fazio)
1
Oh! Tenho gozo no meu coração,
Também a vida, e santo fervor;
Pois Cristo me deu real salvação
E a certeza dum reino de amor!
2
No mundo nunca irás conhecer
O gozo santo do meu Salvador,
Que já desfruta, sim, todo o que crer,
E vive sempre repleto de amor.
3
Louvemos juntos o Rei de Israel,
Por Sua graça, que nos dá vigor,
Pois Ele esconde o crente fiel,
Em Suas asas de paz e amor.
4
O Pai Eterno Seu povo selou,
Com a promessa do Consolador;
Oh! Foi de graça, que Deus me salvou
Por Seu imenso e santo amor!
.
.
346: É MEU O CÉU
P.L.M.
1
Que alegria agora, é meu o céu,
Pois Jesus rasgou o sagrado véu;
A condenação não mais temerei,
E meu Redentor sempre louvarei.
Coro
Lá no céu eu descansarei
Com Jesus, o nosso Rei;
Vem a Deus, ó pecador,
Pois no céu te espera com amor.
2
Pelo mundo eu solitário andei,
Fora de Sodoma o céu avistei,
Pois olhei pra cima, p’ra meu Jesus,
Que por mim morreu na sangrenta cruz.
3
Eu sou um soldado pra combater.
E com Deus irei todo o mal vencer;
A bandeira é o sangue de Jesus,
Que por mim vertido foi lá na cruz.
4
Quando um dia eu venha a perecer,
Sim, meu coração cesse de bater,
Subirei ao céu, sem nenhum temor,
Descansado nos braços do Senhor.
5
Ante o trono alegre eu estarei,
E com Deus irei todo o mal vencer;
Hei de ver as palmas da multIdão
Que aleluias à Deus, sempre cantarão.
.
.
347: VEM A CRISTO
P.L.M. (J. Fawcett)
1
Vem a Cristo, vem agora,
Vem assim como estás;
De Deus, sem demora,
O perdão obterás.
2
Crê e firma tua confiança
Na Sua morte por ti;
Pois gozo alcança,
Todo que faz assim.
3
Vem a Cristo, não temendo
Pensa no Seu amor;
Vem logo, mas crendo,
Pois te chama o Senhor.
4
Ele anela redimir-te,
Quer livrar-te do mal;
As portas abrir-te,
Do prazer divinal.
.
.
348: LONGE DE JESUS
P.L.M.
1
Vagava longe de Jesus, em plena solidão,
Até que a preciosa luz encheu meu coração,
Assim, os meus pecados vi, qual negra escuridão;
Ao pé da cruz, então, caí, e recebi perdão.
Coro
Cristo por mim sofrendo, lá na cruz morrendo,
Minh’alma salvou e meus grilhôes já quebrou
Aleluia!
Cristo por mim sofrendo, lá na cruz morrendo
Deu-me paz, perdão, no meu coração.
2
Jesus morreu em grande dor, a fim de me salvar,
Verteu Seu sangue expiador, que pôde me lavar:
Sem murmurar, sofreu Jesus por mim, vil pecador;
Por isso vim ao pé da cruz, vencido pelo amor.
3
Escuta a voz do Salvador que chama-te pra luz;
Confessa-te um pecador, e vem ao bom Jesus,
Que te dará real poder, o gozo e paz de Deus;
E quando tudo fenecer, tu viverás no céu.
.
.
349: OS DONS DO CÉU
P.L.M. (I. Allen Sankey)
1
Os dons do céu prometidos,
Pai esperamos aqui;
Em santo amor reunidos,
Nós suplicamos a Ti.
Coro
Manda, ó Senhor, chuvas dos céus;
Chuvas do Consolador,
Manda dos céus, ó bom Deus!
Manda, ó Senhor, chuvas dos céus,
Que nos dão sempre vigor;
Manda-nos lá, ó bom Deus!
2
Manda-nos chuvas constantes,
Chuvas do Consolador;
Chuvas, sim, mas abundantes,
Chuvas de vida e de amor!
3
O Teu poder esperamos,
O glorioso Senhor!
Dos altos céus aguardamos
Chuvas do Consolador!
4
Pai abençoa os crentes
Que sempre estão a buscar
A Tua face, tementes;
Chuvas, lhes queiras mandar.
.
.
350: A HiSTORIA DA CRUZ
P.L.M. (T. Dennis)
1
Tens tu lido a história da dura cruz,
Na qual Jesus morreu,
Desfazendo as trevas raiou a luz,
Manando o sangue Seu?
Coro
Jesus padeceu na cruz por ti;
Jesus padeceu na cruz!
Oh! Grande amor do Salvador
Morrendo na cruz por mim!
2
Tens tu lido que Cristo não se queixou,
No lenho, em grande dor,
Mas ao Pai o perdão ‘inda suplicou
Pra o povo pecador?
3
Tens tu lido que Cristo salvou, por fim,
Na cruz, um malfeitor?
Que sofrendo na cruz Lhe rogou:
“De mim, ó lembra-Te, Senhor”?
4
Tens tu lido que Cristo exclamou na cruz:
“Eis consumado está”.
Foi por mim, foi por ti, que morreu Jesus,
Aceita Cristo já.
.
.
351: A FELICIDADE DA SALVAÇÃO
E.K. (Allan Tornberg)
1
São felizes os que têm o alegre som
Da salvação real do nosso Deus.
Pois eles têm ouvido num suave tom,
A multidão que canta lá no céu.
Coro
Já os filhos de Deus bem alegres estão,
Porém no céu prazer melhor terão,
Os gozos do cristão, apenas gotas são
Do mar de bênçãos, em Sião!
2
Secam-se do mundo os mananciais por fim,
Deixando aqui somente sequidão,
Porém, as fontes divinais não são assim,
Pois sempre águas vivas manarão.
3
Paulo e Silas, eis que na cadeia estão,
No tronco têm seguros mãos e pés,
Mas sem se importarem, mesmo na prisão,
Entoam hinos ao Senhor, com fé!
4
Eis Estêvão numa grande exultação,
Embora às pedradas sucumbiu,
Porque do Espírito cheio teve a visão:
O Salvador à dextra de Deus, viu!
5
Muitos séculos têm-se passado já,
Depois que Estêvão, pela fé morreu,
Mas salvação igual Jesus ainda dá,
A todos crentes e fiéis em Deus.
6
Qual pombinho já em canto divinal,
Que louva: “Aleluia”, em nosso ser;
Se perguntares: “Onde apanharei igual?”
“No Gólgota” nós vamos responder.
.
.
352: JESUS, NOSSA ESPERANÇA
P.L.M. (M. D´Angelo)
1
Ó Jesus, nossa esperança,
Vide santa – nós os ramos;
Com fervor e confiança,
Vera graça Te rogamos,
Ó Salvador.
2
Nossos corações contritos
A Ti nós apresentamos.
Vem lavá-los, Jesus Cristo.
Com Teu sangue, suplicamos,
Ó Salvador.
3
Aos que Tu tens resgatado,
Mais e mais os purifica.
Já que os tens pra luz chamado
Suas almas santifica,
Ó Salvador.
.
.
353: VEM, Ó PRÓDIGO
P.L.M. (C.H.Morris)
1
Ó tu qu’inda vagas no mundo d’horror,
Nas trevas e na escuridão,
Por que não descansas em Cristo, o Senhor,
Que trouxe do céu Salvação.
Coro
Ó vem, ó pródigo, ó vem a Jesus;
Parti foi erguido no alto da cruz;
Aceita agora de Deus o favor;
O vem, sem demora a Cristo, o Senhor.
2
O mundo jazia na dura prisão,
Mas Cristo, a porta abriu;
Ó crê na mensagem que dá salvação,
Pois Cristo na cruz te remiu!
3
Que gozo completo terás em Jesus,
Se aceitares o Seu perdão;
Ó deixa o pecado e vem para a luz;
Entrega o teu coração.
.
.
354: O CUIDADO DA ALMA
P.L.M. (Lowell Mason)
1
Eu tenho que guardar
Minh’alma imortal,
E prepará-la para entrar,
No reino celestial.
2
P’ra isto eu fazer,
Meu Deus, vem me ajudar;
A Teu serviço, sim, meu ser,
Te quero consagrar.
3
Teu filho quero ser,
De todo coração
E para sempre obter
Tua eterna proteção.
4
Ajuda-me a velar,
Na fé me firmar bem,
Pois em Ti posso confiar,
E descansar também!
.
.
355: FALA DO AMOR DE CRISTO
J. Car (K.E.S.)
1
Fala do amor de Cristo
Ao triste pecador,
Amor por todos visto
Na cruz do Redentor;
Com alegria canta
A paz que vem do céu;
A tua voz levanta
Em glória a Deus.
Coro
Cristo na cruz ganhou-nos
Eterna salvação.
Com sangue Seu lavou-nos
O Rei da redenção!
No templo, o véu rasgado;
Caminho abriu Jesus
Na cruz, inaugurado
P’ro céu de luz!
2
Para os aflitos, canta,
As bênçãos que em Deus há;
Da cruz pendão levanta
Pois ânimo nos dá.
Canta para os perdidos
A graça de Jesus;
Seu sangue já vertido,
Que flui da cruz!
3
Canta com esperança,
Na escuridão também,
Canta com confiança,
Há vida no além;
Canta no alvor do dia,
E quando a noite vem;
Em Cristo, harmonia
Com Deus se obtém!
.
.
356: ORAÇÃO DOMINICAL
D.L.
1
Ó nosso Pai que estás no céu,
Do universo o benfeitor;
Santificado seja o nome Teu,
O glorioso Deus de amor!
2
O reino Teu, venha com poder,
Conforme o anúncio Teu;
E seja feito sempre Teu querer,
Na terra, como lá no céu.
3
E cada dia o nosso pão,
Dá-nos Senhor, e sem faltar;
E nossas almas que sedentas estão,
Vem para sempre saciar.
4
Vem perdoar nossas faltas, vem,
Pai glorioso eterna!;
Pois perdoado temos nós, também,
Os que a nós fizeram mal.
5
Da tentação queiras nos livrar,
E do mal nos afastar bem,
Pois Te pertence o céu, a terra e o mar.
O reino para sempre, amém!
.
.
357: O FIM DAS LUTAS
*** (Chas H. Gabriel)
1
Quando esta vida de lutas cessar,
Vou para o céu meu descanso gozar
Com meu Jesus, lá na glória sem fim;
Oh! Que ventura será para mim!
Coro
Oh! Que prazer! Glória a Jesus!
Eu hei de ver no céu de luz;
Nunca morrer, a Jesus sempre ver,
Oh! Será gozo eterno, p’ra mim!
2
Penso na paz e no grande amor,
Do lar celeste do meu Salvador;
Em ver Seu rosto, em sorrir também,
Na grande glória do dia que vem.
3
Pais e amigos, irmãos, hão de estar
No santo rio, de gozo a cantar,
Sempre alegres, louvando ao Senhor,
Gozando bênçãos do seu Criador.
.
.
358: SENHOR, MANDA TEU PODER
A.S. (Charlie D. Tillman)
1
Os fiéis oravam unidos
Num cenác’lo ao Senhor,
Quando foi do céu descido
O real Consolador!
Coro
Senhor, manda já o Teu poder.
Senhor, manda já o Teu poder.
Senhor, manda já o Teu poder,
E batiza cada Um!
2
Qual um Vento veemente,
O poder a casa encheu;
Línguas vieram sobre os crentes,
Mas de fogo, lá do céu!
3
Noutras línguas, sim, falaram.
Como Cristo concedeu;
Do Espírito transbordaram,
Exaltando o Rei do céu!
4
O poder foi prometido
Para os servos do Senhor:
E p’ra todos concedido,
Se o pedirem com fervor!
.
.
359: VEM A MIM, PECADOR
P.L.M. (R.L.Blowers)
1
Eis que clamo, Eu Jesus, o poderoso,
Vem a Mim, pecador;
Quero dar-te Minha paz, perdão e gozo.
Vem a Mim, sofredor.
Coro
Eu te amo, ó pecador perdido,
Morri p’ra ser teu Salvador,
Por teus crimes e pecados fui ferido;
Vem a Mim, sofredor.
2
Dos pecados hoje posso libertar-te,
Vem a Mim, pecador;
Pois na cruz, Eu padecendo, quis livrar-te,
Vem a Mim, sofredor.
3
Hoje quero te fazer feliz, ditoso,
Vem a Mim, pecador;
Com meu sangue abri um trilho glorioso,
Vem a Mim, sofredor.
4
Não desprezes com orgulho o Meu convite
Vem a Mim, pecador;
Pois teu coração é fraco, não resiste,
Vem a Mim, sofredor.
.
.
360: A PRECIOSA FONTE
P.L.M. (Wm J. Kirkpatrick)
1
Vem à fonte sanadora,
Que abriu o Salvador,
Cujas águas sedutoras
Têm um divinal sabor.
Coro
Oh! Preciosa fonte sanadora
Para todos corre, sim!
Oh! Preciosa fonte sanadora!
Glória a Deus, me sara a mim!
2
Nesta fonte, que nos sara,
Encontrei real perdão;
Minha veste fez-se clara,
Tenho purificação.
3
Nesta fonte, que nos cura,
Deu-me Cristo, salvação;
Sã tornou minh’alma e pura,
E lhe deu consolação.
4
Vem à fonte que te cura;
Hoje vem purificar
A tu’alma. que impura,
Lá no céu não pode entrar.
.
.
361: O PEREGRINO E A GLÓRIA
F.V. (Josef Rogner)
1
Peregrino segue para a glória,
Pois no céu em breve entrarás!
Ouves já os cantos de vitória?
Tua voz também lá unirás.
Coro
Sim, queres entoar
O cântico dos salvos, lá na glória,
Que nos céus há de sempre soar?
Sim, queres tu cantar,
Os gloriosos hinos de vitória?
A Jesus mil louvores entoar?
2
Vem do céu um som de alegria,
Na escura noite te chamar,
Mui suave e cheio de harmonia.
- Ó minh’alma. volta pra teu lar!
3
Raios últimos do sol se escondem,
Na dourada porta de Sião;
Terminada a luta estarei onde
As saudades não mais chegarão.
4
De Jesus, o sangue, dá entrada;
Glória a Deus, a porta aberta está!
Queres tu no céu feliz morada?
Pois será mui triste não ir lá.
.
.
362: O ESPÍRITO DIZ: VEM!
P.L.M. (Geo C. Stebbins)
1
O Espírito e a Noiva dizem:
“Vem beber da água da vida”;
Que voz de amor do Salvador,
A uma alma perdida!
Coro
O Espírito diz: Vem! A Noiva diz: Vem!
E toma de graça da água dá vida.
O Espírito diz: Vem! A Noiva diz: Vem!
E toma de graça da água da vida.
2
E o que escuta diga: Vem!
E fale da paz obtida,
Pois recebeu e já bebeu
Da água que lhe deu vida.
3
Ó pecador sedento, vem!
A fonte das águas puras!
Vem te saciar, vem sem tardar,
Ó infeliz criatura!
4
Se tu quiseres, hoje: Vem!
A Cristo, alma sequiosa;
Tu beberás, te fartarás
Da água maravilhosa!
.
.
363: CONSAGRAÇÃO
P.L.M. (C.R.Dunbar)
1
Amor e vida dou a Ti.
Jesus, pois lá na cruz, por mim,
Verteste sangue carmezim;
Meu Deus e Salvador!
Coro
Amor e vida dou a Ti,
Que foste à cruz sofrer por mim,
Amor e vida dou a Ti,
Jesus, meu Salvador!
2
Tu me salvaste, isto sei;
A minha fé em Ti porei;
Feliz, agora viverei!
Contigo, meu Jesus!
3
Tu que morreste sobre a cruz,
Concede-me, Senhor Jesus,
Que sempre ande na Tua luz,
Em santificação.
.
.
364: OH,QUE PAZ!
P.L.M. (C.H.Morris)
1
Oh! Que paz eu sinto no Senhor Jesus
Paz eterna, que me faz andar na luz,
E está em mim na prova e na dor;
Minha paz é o Senhor!
Coro
Oh! Que paz recebo pela cruz
Paz eterna no Senhor.
Se viver sempre em Jesus
E vencer por Seu amor!
Oh! Que paz que luz tem o pecador
Quando vem a TI, Jesus!
2
Oh! Que paz eu tenho no meu coração,
Paz eterna, que me dá consolação!
E a paz que goza todo o fiel;
De Jesus: o Emanuel!
3
Oh! Que paz celeste me dá o Senhor!
Paz eterna, que me enche de amor;
Essa é Cristo, a vitória d’israel.
Que possui quem for fiel!
4
Oh! Amados, caminhemos com Jesus!
Só pensando nEle e na Sua cruz;
Ele é a paz que alegra o coração
Pois nos dá o Seu perdão!
.
.
365: CONFIANÇA EM JESUS
P.L.M. (W.G.Fischer)
1
Débil, pobre, cego sou,
Nada pode me valer;
Aos Teus pés, ansioso vou,
Para graça obter.
Coro
Só em Ti vou confiar
Oh! Jesus, meu Salvador,
Nos Teus braços descansar
E fruir o Teu amor!
2
Muito tempo o mal em mim,
Há reinado, sem cessar;
Eu, Senhor, acudo a Ti,
Desejando descansar.
3
Toma meu fraquinho ser,
Nele faz habitação;
Nunca deixes me reter,
Os ardis da tentação.
4
Cristo vem ao coração
Para os males dissipar:
Dá-me hoje Teu perdão,
Vem minh’alma consolar.
.
.
366: O NASCIMENTO DE JESUS
S.J.N. (T.C.O´Kane)
1
Em Belém nasceu Jesus,
Nosso grande Redentor,
Sendo a bendita luz
Para um mundo pecador.
Coro
Oh! Aleluia a Cristo Jesus,
O Enviado, Filho de Deus!
Gozo e luz que vida produz,
Cristo trouxe lá dos céus!
2
Com pastores, a Belém
Vamos a Jesus louvar,
Nossa gratidão, também,
Dar a quem nos quis salvar.
3
Em humilde adoração
A Jesus, sim, ofertar
Nosso grato coração,
Que sentiu o amor sem par.
4
Lá do céu Jesus desceu,
Fez-se homem, sendo Deus;
Nossas dores padeceu,
Pra levar-nos para os céus.
5
Demos glória, glória a Deus,
Pelo dom do Seu amor!
Louvaremos, sim, nos céus,
A Jesus, com mais fervor.
6
Cantam anjos, glória a Deus!
Para os homens santa paz!
Cantam glória os filhos Seus:
Salve o Rei, que gozo traz.
.
.
367: ESPÍRITO CONSOLADOR
P.L.M. (L. Mason)
1
Espírito Consolador, divino e eterna!,
Preciosa fonte de amor e vida imortal.
2
Com símbolos que o Salvador morrendo nos deixou,
Celebraremos Seu amor, que na cruz demonstrou.
3
Tu, pão da vida Redentor! Em nosso coração
Infunde graça, com fervor, e celestial unção.
4
Acende em nós fogo eficaz de fé e de valor;
Concede-nos perdão e paz, humilhação e amor.
Amém.
.
.
368: JESUS, TUDO P’RA MIM
I.A. (H. Sewell)
1
Eu estava no pecado, perdido, triste a só,
Que diferença agora, Jesus de mim tem do.
Eu hoje só confio na graça que me deu;
O Seu amor conheço e ando para o céu.
Coro
Jesus, tudo é p’ra mim, de culpa me livrou;
Amor e paz eterna,
na cruz p’ra mim ganhou;
Sim, tudo é p’ra mim,
mostrou Seu imenso amor,
Glória ao santo nome. do amado Salvador!
2
Estou pra o mundo morto, mas vivo pra Jesus;
Só Ele é o piloto que certo; me conduz;
A Bíblia é que me ensina, que na cruz padeceu;
Comprou-me com Seu sangue e Sua paz me deu.
3
Mui perto vou chegando do glorioso lar;
Me preparou morada, onde irei habitar,
Jesus me santifica, ajuda-me a lutar
Contra a vil injustiça e, mesmo me negar.
.
.
369: SOB AS ASAS DE DEUS
A.C. (Ira D. Sankey)
1
Sob as asas de Deus, descansado.
Inda que é noite confiando estou;
Sob Suas asas me acho abrigado.
Fui redimido, de Cristo eu sou.
Coro
Descansarei, descansarei,
Sob Suas asas preciosas!
Descansarei, e não temerei.
Sob asas tão poderosas!
2
Sob Suas asas refúgio eu tenho,
Meu coração pode, então, descansar;
E se aflito, a Cristo eu venho,
Perfeito gozo vou nEle encontrar.
3
Sob Suas asas, promessa preciosa!
Cristo me livra, me pode guardar;
Bem protegido, nas asas gloriosas.
Paz e alegria eu posso achar.
.
.
370: GRATO A TI
P.L.M. (Annie F. Bourne)
1
Ó meu Senhor, dá-me mais gratidão,
Por tudo que Tu fizeste por mim
Por Tua graça no meu coração,
Que me encheu de ventura sem fim!
Coro
Mais grato a Ti, mais grato a Ti.
Mais consagrado, ó faz-me, Senhor!
Mais humilhado e cheio de amor
Faz-me mais grato a ti, mais grato a Ti!
2
De graça deste ao meu coração
A santidade, a paz e a fé;
Gozo celeste e consolação,
E liberdade de estar aos Teus pés.
3
O meu Senhor, Tu fizeste por mim,
O que ninguém poderia fazer;
Na cruz pregado verteste, assim,
Sangue, no qual sempre posso vencer!
.
.
371: BREVE VEM O DIA
P.L.M. (J.L.Heath)
1
Breve vem o grande dia
Em que lutas findarão;
Todos males, agonias,
Deste mundo cessarão.
Coro
Cessará no céu o pranto,
Pois não haverá mais dor,
E ouvir-se-á o canto,
Dos remidos do Senhor!
2
Oh! que gozo, estar com Cristo,
Escutando a Sua voz!
Eu almejo hoje isto,
E segui-Lo sempre após!
3
Se Jesus Cristo é meu guia,
O caminho hei de trilhar;
Quem assim em Deus confia,
Lá no céu há de chegar.
.
.
372: VENCERÁ
A.S. (C.H.Morris)
1
Quem possui a Cristo, nEle firme está,
Achará poder para o mal combater;
Porque Suas promessas Ele cumprirá.
Quem está em Cristo, sempre há de vencer.
Coro
Vencerá, vencerá, por Seu sangue vencerá;
Vencerá, vencerá, sempre vencerá;
Pois Jesus que impera, novas forças dá;
E quem nEle espera sempre vencerá.
2
Em qualquer batalha, não desmaiará;
Do poder das trevas há de triunfar;
Deus lhe dará forças, nunca falhará;
Porque Jeová combate em seu lugar.
3
Entre os inimigos, mui audaz será,
Quem unido a Cristo nunca vacilar.
Em Jesus firmado, luz espargirá;
A luz do Evangelho para os libertar.
.
.
373: VEM A TEU SALVADOR
P.L.M. (Thoro Harris)
1
Pecador, que segues no mundo errante
Sem achar consolação;
Hoje, vem a Cristo, vem confiante.
E terás a salvação!
Coro
Ó vem ao teu Salvador,
Que foi morto sobre a cruz,
Pois ali, salvou O vil pecador;
ó vem ao Senhor Jesus!
2
Pecador, se tu sentes em tu’ alma,
Do pecado a escravidão;
A Jesus, se vieres, com fé e calma,
Fruirás de Deus, o perdão.
3
Pecador aflito e tão doente.
Vem pra Cristo te curar.
Vem a Ele hoje humildemente.
Pois tu’alma quer salvar!
.
.
374: VIDA ABUNDANTE
P.L.M. (Melodia Italiana)
1
Nós queremos ter vida abundante.
De pureza e de santidade,
Para amarmos a Deus em verdade,
Pela graça que Ele nos deu.
Coro
Vem nos dar Tua vida abundante,
Nosso amado e divino Senhor;
Tua vida de gozo exultante,
Abundante no Consolador.
2
Nós queremos ter vida abundante
De amor, que o Pai nos tem dado
Em Jesus, o Seu Filho amado,
Cuja vida por nós derramou.
3
Nós queremos ter vida abundante
De Jesus, a veraz fortaleza,
Que nos dá do perdão a certeza.
E nos encha de consolação.
.
.
375: A IGREJA UNIVERSAL
Ja S. (Chas P. Jones)
1
Na rocha firme, triunfal.
Está a Igreja universal;
Fundada foi por Ti, Jesus,
Ao expirares lá na cruz.
Coro
Com Teu poder, enche meu ser;
Ó Deus de amor, dá-me fervor;
Remido estou, Teu filho sou,
Com Teu poder, ó vem me encher.
2
A graça imensa do bom Deus,
Lugar me deu, de filho Seu,
Com plena paz no coração,
Amor veraz, e salvação.
3
Eis, pedra viva agora sou;
No templo Seu me colocou;
Do corpo Seu, um membro sou,
O sangue Seu me consagrou.
4
Na rocha, não vai se abalar,
A Tua Igreja e vencerá;
Quando este mundo se acabar,
Contigo, ela reinará.
.
.
376: VAMOS TODOS TRABALHAR
F.P.N. (J. Blumenthal)
1
Vamos todos trabalhar para o Senhor Jesus,
Nosso guia Ele é, para o campo nos conduz,
Prontos nós devemos ‘star, pois Jesus não vai tardar.
Subiremos para o céu, onde vamos habitar.
2
Reunidos em amor, com Jesus, o Salvador,
Vamos sempre nos lembrar das palavras do Senhor:
“Orfãos não vos deixarei, mas ao Pai, Eu rogarei,
Dar-vos o Consolador, que do céu enviarei”
3
Aos discípulos ordenou, logo após ressuscitar:
O Evangelho de amor, ide a todos, sim, pregar,
O que crê se salvará, e sinais receberá,
Pelo Espírito de Deus, novas línguas falará”.
4
Este selo de amor foi mandado por Jesus,
O cenác’lo todo encheu de poder do céu, de luz,
Compungidos, os judeus, creram no Rei divinal;
Aceitaram a Jesus pelo poder do sinal.
.
.
377: AS PROMESSAS QUE NÃO FALHAM
P.L.M. (Lewi Pethrus)
1
De Deus as santas promessas,
Hoje se cumprirão.
Desde que a Deus sempre peças,
Crendo de coração.
Coro
Terra e céus ardendo,
Os montes ‘stão tremendo,
Mas, nas promessas crendo,
Deus sempre as vai cumprir!
2
Contando Abraão as estrelas
Na vastidão dos céus,
Vendo-as brilhantes, tão belas!
Creu inda mais em Deus!
3
Se tens em ti amargura,
Firma-te, sim, em Deus,
Breve, a noite escura
Há de findar p’ros Seus.
4
Se fores tu perseguido,
Só Deus te livrará;
O Filho de Deus, o Ungido,
Por ti combaterá.
5
Se os teus se tornam inimigos,
Querem te abandonar,
Cristo, o melhor dos amigos
Quer ao teu lado estar.
6
Crê, pois a fé alivia
Teu sofrimento e dor
Quem nas promessas confia,
No céu dará louvor!
.
.
378: AS PISADAS DO MESTRE
P.L.M. (Wm J. Kirkpatrick)
1
Quero seguir as pisadas do Mestre.
Quero ir após o meu Rei e Senhor,
Para que no Seu poder me adestre,
Eu vou orando ao meu Redentor.
Coro
Quão doce é seguir as pisadas do Mestre
Na bendita luz, perto de Jesus!
Quão doce é seguir as pisadas do Mestre,
E levar a Cruz!
2
Ando mais perto de Um que me guia,
Quando o maligno me vem enganar;
Que me sustenta na grande porfia.
Devo por isso, o Seu nome exaltar!
3
Sigo Seus passos de terno carinho,
Misericórdia, amor e mansidão;
Qual ave que vai em busca do ninho,
Eu me dirijo à santa Sião.
4
Quero seguir as pisadas de Cristo,
Sempre acima desejo galgar.
Para Sião, que por fé eu avisto.
Onde pra sempre eu vou descansar.
.
.
379: SALVO DE GRAÇA
F.V. (D.B.Towner)
1
Que alegria, Jesus me salvou.
Por Sua graça, pois Ele levou
Os meus pecados, cravando-os na cruz,
Fazendo brilhar sobre mim a luz.
Coro
Salvo de graça por meu Jesus!
Salvo de graça, Já tenho a luz!
Demos-Lhe glória por grande vitória,
Que por mim ganhou o Senhor Jesus.
2
Sempre errante no mundo andei,
Longe de Deus, dos preceitos da lei,
Que me promete o gozo sem par,
Também liberdade aqui me dar.
3
Choro e prantos não podem valer,
Nem seus esforços, nem grande saber,
Para um perdido sedento de luz,
Se ele não crer no Senhor Jesus.
4
Tenho descanso do céu, gozo enfim,
Pois Jesus Cristo salvou-me a mim;
Quando eu entrar no Seu reino de luz.
Melhor vou louvar o Senhor Jesus.
.
.
380: ABRAÃO E SEU SACRIFÍCIO
P.L.M. (Harm. Emil Peterson)
1
Debaixo dumas mui formosas tamareiras,
Estando já Berseba na escuridão.
As aves escutando, entre as roseiras,
Se vê andar o patriarca Abraão.
Seu coração perante Deus está aflito,
Pois quer que O sirvamos sem murmuração;
E por amor pergunta ao Senhor bendito:
“O meu amado filho queres Tu, então?”
2
A voz de Jeová potente é ouvida:
“O teu Isaque oferece para Mim,
Embora fiques com tu’alma dolorida,
Pois te abençoo se fizeres tu assim”.
De abatido Abraão se torna forte
E Canta hinos, pois com fé medita já:
“Deus pode o meu filho libertar da morte!”
E não temendo, segue para Moriá.
3
Ao pé do monte do supremo sacrifício,
Profunda duvida entrou em Abraão:
“Irei perder da minha vida o beneficio?”
E triste começou subir com lentidão,
Pois ia dar, do coração a esperança
- No seu outono, sacrifício duma flor,&
Assim levou o seu cordeiro à matança,
Em obediência ao mandato do Senhor.
4
Isaque com a lenha, presto vai na frente,
Oh! Quanto é formoso para Abraão!
Mas eis que volta p’ra seu pai suavemente
E lhe dirige esta interrogação:
“O fogo e a lenha estou vendo que trouxemos,
Mas o cordeiro d’holocausto onde está?”
E a resposta de Abraão na Bíblia temos:
“Meu filho, Deus pra Si, Cordeiro proverá”
.
5
Chegando Abraão aonde Deus mandara,
Fez um altar e nele a lenha arrumou:
E a seu filho, que já dantes amarrara,
Tomando nos seus braços sobre o altar deitou,
Mas quando Abraão foi para imolá-lo,
O Anjo do Senhor bradou-lhe desde os céus:
“A tua mão, ó não estendas p’ra matá-lo;
Porquanto eu agora sei que temes Deus”.
6
Erguendo Abraão seus olhos de repente,
Vê um cordeiro, que no mato preso está,
E o tomando, oferece-o alegremente;
Assim “No monte do Senhor se proverá”.
A voz do Anjo é ouvida novamente;
“Diz o Senhor: Porque fizeste esta ação,
Deveras, Eu abençoarei a tua semente,
E nela, as nações benditas se farão”.
7
O nosso Isaque oferecemos com firmeza
No Moriá onde finda o ideal,
Pois foi ali que alcançaram fortaleza,
Os vencedores, sob canto angelical;
Ali, o nosso Deus jurou fidelidade,
Também os santos se encheram de valor,
E só teremos a perfeita santidade,
Depois que formos para o monte do Senhor.
.
.
381: O CORDEIRO DE DEUS
P.L.M.
1
Vejo um homem na cruz pendurado
A derramar sangue, por meu pecado,
E o Cordeiro de Deus imolado,
Que por mim sofre grandíssima dor;
Quanto padece na cruz, no altar,
Cristo Jesus, o meu bom Salvador,
Para fazer-me um tesouro herdar.
No santo reino do Senhor!
2
Em oração, quando rompe a alva,
Sinto remorsos no fundo da alma,
Porque na cruz sofreu Cristo com calma,
Todo castigo, por mim pecador;
Quis o supremo Pai determinar
Tão cruel morte ao meu Salvador;
Para no céu conceder-me lugar
Junto de Cristo Redentor.
3
Oh! Quanta dor não sentiu o Eterno,
Quando nos deu Cristo meigo e terno!
Para minh’alma salvar do inferno,
Por mim morreu o meu bom Salvador,
Os meus pecados na cruz expiou
E morte horrenda sofreu com amor.
Mas sobre Si minha culpa tomou,
O meu amado Redentor.
4
Faz Jesus Cristo. que eu mais Te ame
E mais e mais Tua graça proclame;
Livra-me de todos fortes liames,
Que sempre tece o vil tentador;
Sobre o altar, por mim Cristo subiu,
Oferecendo holocausto de amor:
Qual um cordeiro, na cruz sucumbiu
Cristo Jesus, meu Salvador.
.
.
382: OLHANDO PARA O CALVÁRIO
J.P.Q.
1
Na cruz do Calvário olhando,
Avistei o Salvador;
Meu pecado expiando,
Revelou-se o Seu amor.
Coro
Lá na fonte desta luz,
que me trouxe um clarão,
Foi onde eu achei abrigo,
vida, paz e salvação.
2
Vi Jesus crucificado
A sofrer tão grande dor,
Foi Seu sangue derramado
Pelo pobre pecador.
3
Ó Cordeiro imaculado,
Que morreste sobre a cruz!
Livra-me do vil pecado,
Ó meu Salvador Jesus!
.
.
383: O SUSTENTO DA ALMA
P.L.M.
1
Dá sustento à minha vida,
A Palavra do Senhor;
A minh’alma abatida,
Vem poder Consolador:
Livramento glorioso
Nós achamos em Jesus,
NEle o coração ditoso
Já desfruta Sua luz.
Coro
Jesus Cristo deu-me salvação,
Também vida eternal;
Deu-me gozo no meu coração,
E poder celestial;
Sua graça é bastante,
Divinal é Seu amor;
Tenho vida exultante,
Pelo bom Consolador!
2
Santos, todos proclamemos
Que Jesus há de voltar,
E que Lhe servir devemos
E sinceros O amar.
Resaurgiu da sepultura,
E com vida se mostrou
As felizes criaturas,
Que no mundo tanto amou.
3
Que não haja ociosos
Na Igreja do Senhor,
Mas, sim, crentes fervorosos
Trabalhando com vigor;
Quem aqui tiver vencido
Por Jesus e Seu amor,
Há de ter real vestido,
Para as bodas d’esplendor!
4
Entraremos na formosa
Sala, cheia de fulgor,
Preparada para a Esposa
De Jesus, o Salvador;
Quando formos lá chegados
Grande festa haverá;
E Jesus, que nos tem dado
Salvação, nos servirá
.
.
384: SINTO VIDA DO SENHOR
P.L.M. (Will L. Thompson)
1
Sinto que vivo no Senhor,
Que veio me salvar;
E Sua lei, por Seu amor,
Desejo sempre guardar.
Coro
Habitarei sempre em Jesus,
Firmá-Lo-ei no coração;
Deus, pela fé, em mim produz
Perfeição!
2
Sinto que vivo no Senhor,
Em liberdade já,
Jesus me cobre de favor,
Repouso sempre me dá.
3
Sinto que vivo no Senhor,
Na rocha eternal,
Que me sustenta com vigor,
Nas tempestades do mal.
4
Sinto que vivo no Senhor.
E sempre viverei;
Por Seu poder consolador,
Em Deus permanecerei.
.
.
385: AMEMOS O SENHOR
P.L.M. (J. Lincoln Hall)
1
Irmãos, amemos o Senhor,
Por Seu divinal amor;
Pois a nossa culpa expiou,
Com sangue que derramou.
Coro
Irmãos, amemos o Senhor,
Pois Ele Já nos amou;
E do pecado enganador,
Com Seu sangue nos lavou.
2
Irmãos, amemos o Senhor,
O nosso ensinador;
Ele é a fonte do saber
Pra todo que nEle crer.
3
Irmãos, amemos o Senhor,
O nosso bom Salvador;
E o consumador daquela fé,
Que desce do Deus, que “É”.
4
Irmãos, amemos o Senhor,
Também o Consolador,
E a nosso Pai Celestial,
Que paz nos dá eternal.
.
.
386: VENCIDOS OS COMBATES
P.L.M. (Chas H. Gabriel)
1
Ó, não temas tu, Esposa de Jesus,
Em justiça Deus te edificará!
Tua tenda que dimana viva luz,
Ele mais aumentará.
Coro
Toda arma de rancor,
Contra ti se desfará,
Quando o inimigo
se erguer com seu furor
Ele não te vencerá!
2
Toda arma fabricada com rancor.
Te combate, mas jamais te vencerá,
O inimigo que ataca com furor,
O Senhor abaterá.
3
Lá no céu não hás de ter recordação
Dos combates que sofreste por amor;
Mas ali terás sublime posição
Com Jesus, teu Salvador.
4
Patriarcas e profetas já estão
Lá no céu te esperando com amor:
Sê fiel e guarda a divinal unção
Para as bodas d’esplendor.
.
.
387: DERRAMA TEU ESPÍRITO
E.J. e F. da S.
1
Derrama sobre nós o Teu Espírito,
Como fizeste em Jerusalém;
À Tua grei, Ó manda o mesmo fogo.
Indispensável para nós também!
A Tua grei, ó manda o mesmo fogo,
Indispensável para nós também!
2
Derrama sobre nós o Teu Espírito
Como em casa do centurião,
E dá-nos o poder da Tua Palavra
Fazendo a luz brilhar na escuridão.
E dá-nos o poder da Tua Palavra
Fazendo a luz brilhar na escuridão.
3
Derrama sobre nós o Teu Espírito,
E dá-nos, hoje, muitas conversões;
Ó deixa-nos sentir poder celeste,
E vivifica os nossos corações;
Ó deixa-nos sentir poder celeste,
E vívifica os nossos corações.
4
Derrama sobre nós o Teu Espírito,
E aos que sofrem dá Tua proteção;
A orar ficamos em amor unidos,
Para obter a prometida unção,
A orar ficamos em amor unidos
Para obter a prometida unção.
5
Desperta, Jesus Cristo, os que dormem
O mui profundo sono do “jardim”;
Como operaste nos antigos tempos,
Com Teu poder nos guia até o fim.
Como operaste nos antigos tempos,
Com Teu poder nos guia até o fim.
.
.
388: CANTA,Ó CRENTE
P.L.M. (Lowell Mason)
1
Canta com vida, ó crente!
Doce será cantar!
Anda só para a frente,
Deixa o teu pesar;
Canta nas noites tristes,
Canta no sol, na luz;
O mal assim resistes:
Canta pra Jesus!
2
Canta com vida, ó crente,
Alegra o coração!
Louva ao Deus clemente,
Com feliz canção!
Cheio está o mundo
De turbação e dor;
Canta o amor profundo
Do teu Salvador.
3
Canta com vida, ó crente!
Deus teu socorro é;
Guarda-te a mão potente,
Se tiveres fé.
Cristo, sim, te levanta,
Quando medroso estás,
Se confiando cantas
Seu amor veraz.
.
.
389: LAVA-ME,Ó DEUS
P.L.M. (M. D´Angelo)
1
Tua justiça eu quero cumprir,
Alegremente me vou batizar
Por imersão, para Cristo seguir
E meus pecados, assim sepultar.
Coro
Lava-me, lava-me, ó Deus de amor,
No sangue puro de Cristo Jesus;
Torna minh’alma mais alva que a luz,
No sangue puro de Cristo Jesus.
2
Quando das águas eu ressuscitar,
Já criação nova sou em Jesus;
Posso e Ele servir e honrar,
Por crer na obra sublime da cruz.
3
Com toda força, meu bom Salvador,
Teu santo nome eu invocarei,
Para que eu vá de valor em valor,
Ao céu de luz, onde descansarei.
.
.
390: UM CORAÇÃO BONDOSO
F.V.
1
Um coração, bondoso sim, custa dor, obter;
Ser manso, amoroso e santo em todo o ser;
Manando nova vida ao coração – dá luz.
E toda a minha lida será só em Jesus.
2
Quem quer seguir os passos
de nosso pai Abraão,
No coração, os laços, então, se quebrarão;
Isaque é oferecido em cima do altar;
Jacó, com gran gemido, Raquel vai enterrar.
3
Se grande é o sacrifício – Isaque no altar,
Se torna em beneficio pra quem o ofertar,
Pois tem profunda calma e paz celestial,
Também de Deus alcança, aprovação real.
4
Na cova, Jeremias, lamenta grande dor,
Na escuridão não via o bom Consolador;
Sim, grandes amarguras se tornam em prazer,
Vêm anjos das alturas “O sonhador” a ver.
5
Arão foi castigado por sua rebelião,
E, triste, humilhado, aceita exortação;
Consagra tua vida pra Deus melhor honrar;
Assim em dor e lida, precisas te guardar.
6
Acima nuvens densas o sol sempre a brilhar;
Promessas mais imensas não podem a ti falhar.
Põe plena confiança em quem não pode errar,
Jesus, já sem tardança vem tua dor sarar.
.
.
391: JESUS NO MONTE DA ASCENSÃO
F.V. (Thoro Harris)
1
Jesus disse aos discípulos, no monte, ao subir:
“Detei-vos em Jerusalém, pois há de se cumprir
A vinda gloriosa do Consolador,
Pra revestir as testemunhas do Senhor”.
Coro
Descendo o fogo do altar, o vento de amor,
Depressa foram proclamar o Salvador.
2
Encheu-se o cenác’lo de gloriosa luz;
Descendo o fogo divina!, a nós voltou Jesus.
E todos, revestidos com o poder do céu,
Falaram noutras línguas em louvor a Deus.
3
O povo, assustado com o poder do céu,
Não compreendeu que isto foi o que Deus prometeu.
Mas Pedro lhes proclama: “Assim diz o Senhor:
No fim dos dias, Vos darei Consolador”.
4
Assim Jesus te manda orar e esperar
O Santo Espírito de Deus, que vem pra t’ensinar;
Jesus, a gloriosa unção, te mandará,
E Seu amor sublime, proclamar irás.
.
.
392: PEREGRINOS SOMOS
M.A.N.
1
Peregrinos somos aqui
Té o labor findar;
Deste mundo queremos ir
Ao celeste lar.
Coro
Oh! Pátria mui feliz
Em ti irei morar;
Eu irei morar
Eu irei morar
Jerusalém, oh meu país
E meu querido lar!
Jerusalém, oh meu país
E meu querido lar!
2
Minha grande consolação
É sempre em ti morar,
Oh, querida, bela Sião,
Meu eterno lar!
3
Como o povo de Abraão,
Sempre a viajar,
Para a terra da promissão,
Santo e doce lar.
4
Ó Senhor, queremos vencer,
E de Ti alcançar
Gozo, paz, eterno prazer,
No bendito lar!
5
É o meu desejo, Jesus,
Sempre peregrinar;
Dirigido por lua luz
Té que chegue ao lar.
.
.
393: HÁ UM AMIGO MUI CHEGADO
P.L.M. (Hubert P. Main)
1
Há um amigo mui chegado – Cristo Senhor,
Pois salvou-nos do pecado e do temor;
Este amigo agonizava.
Quando o mundo resgatava,
E de Deus o amor mostrava; dai-Lhe louvor!
2
Conhecê-Lo é ter vida, Cristo Senhor.
NEle nos é permitida paz no labor;
Ele sobre nós derrama
Sua graça, pois nos ama,
E pra Si a todos chama; dai-Lhe louvor!
3
Sempre é o mesmo, nunca muda. Cristo Senhor
E a pedra de ajuda; vem, pecador!
Bom maná é no deserto,
Nosso guia, amigo certo,
Seu amor é céu aberto; dai-Lhe louvor!
.
.
394: A MÃO DO ARADO!
F.V.
1
Quem sua mão ao arado já pôs,
Constante precisa ser;
O sol declina e, logo após,
Vai escurecer.
Avante, em Cristo pensando,
Em oração vigiando,
Com gozo e amor trabalhando,
Pra teu Senhor.
2
Não desanimes, por ser tua cruz
Maior que a de teu irmão;
A mais pesada levou teu Jesus,
Te consola, então;
A tua cruz vai levando,
Como Jesus perdoando.
Alegremente andando
Pra o lindo céu.
3
Sê bom soldado de Cristo Jesus,
Sofrendo as aflições,
Não sufocando a mensagem da cruz,
Nas perseguições;
Vai Seu amor proclamando,
Novas de paz, sim, levando.
Aos que estão aguardando
A salvação.
4
Quando, enfim, tu largares a cruz,
Jesus te coroará;
Com santo gozo em glória e luz
Te consolará.
Esquecerás teus lidares.
Tribulações e pesares,
Quando no céu desfrutares,
Perfeita paz.
.
.
395: IDE POR TODO O MUNDO
E.C.
1
Ide por todo o mundo e dizei:
“É-Me dado todo o poder”;
Ide. anunciai que já ressuscitei.
Pra dar vida a todo o que crer.
Coro
Confiando, irei onde me mandar;
Pela terra, pelo mar também.
Eis que estou convosco para vos guardar,
Por todos os séculos. Amém.
2
Ide e ensinai todas as nações;
Publicai a salvação e paz;
Cristo já venceu a morte e seus grilhões,
Liberdade agora, a todos traz.
3
Da salvação a porta aberta está;
Quem por ela hoje quer entrar?
E Jesus quem oferece e quem dá
Livre entrada no celeste lar.
.
.
396: ALÉM DO NOSSO ENTENDIMENTO
E.W.
1
Muito além do nosso entendimento,
Alto mais que todo o pensamento,
Glorioso em seu sublime intento,
É o amor de Deus, sem par.
Coro
Grande amor! Amor de Deus!
Enche a terra e enche os céus!
Grande amor! Amor que abrange
A todo o mundo e atinge a mim!
2
Fez um sacrifício infinito
Dum valor imenso, inaudito;
Dando-nos o Filho Seu bendito;
Calculei o amor de Deus!
3
Grande, foi mui grande o meu pecado;
Triste, perigoso o meu estado;
Mas o amor que nunca foi sondado
Me salvou – o amor de Deus!
4
Foi quem perdoou os pecadores,
Rogos atendeu de malfeitores,
Quem sarou os pobres sofredores,
Esse imenso amor de Deus!
.
.
397: O SALVADOR ME ACHOU
F.V. (Howard E. Smith)
1
Em pecados e temor o Salvador me achou,
Tão indigno pecador, sem ter do céu a luz,
No Calvário ao morrer minh’alma resgatou;
Meu perdão foi consumado lá na cruz.
Coro
Vem ao Senhor, vem pecador:
Ele é terno e mui fie!, vem pecador!
Vem ao Senhor, Deus é amor;
Ouve Sua terna voz “Vem, pecador”!
2
Do sepulcro ressurgiu meu Redentor Jesus;
Ele a morte já venceu – também o nosso algoz;
Vida eterna o pecador goza por Sua cruz
Pois os mortos hão de ouvir Sua terna voz.
3
Para o céu subiu Jesus, ganha a vitória cá.
E na dextra do bom Deus, tem-No por Mediador,
Intercede em teu favor, não te detenhas lá.
Não desprezes esta voz de teu Senhor.
.
.
398: PERTO DO MEU REDENTOR
P.L.M. (J.M. Black)
1
Desejo estar em um lugar
Mui perto do meu Redentor;
Ali eu posso descansar,
Por Seu amparo e Seu amor.
Coro
Mui perto do meu Redentor,
Seguro abrigo encontrarei;
Me guardará do tentador,
Assim eu nada temerei.
2
Ninguém me poderá tirar
A paz que frui o coração;
Jesus bondoso vai me dar
A mais segura proteção.
3
Tristezas, nem temor terei,
Estando perto de Jesus;
Envolto sempre me verei,
Com Seu fulgor, com Sua luz.
.
.
399: TERRA DE JESUS
P.L.M.
1
Deste mundo, sim, além, há um país de luz;
Oh! Não queres ir lá? Oh! Não queres ir lá?
Onde as trevas não se vêem,
pois brilha ali Jesus;
Oh! Não queres ir lá? Oh! Não queres ir lá?
Coro
Terra de Jesus, terra de amor!
Oh! Não queres ir lá? Oh! Não queres Ir iá?
Onde brilha a luz do meu Salvador;
Oh! Não queres Ir lá? Oh! Não queres Ir lá?
2
Pelas portas de fulgor, não pode o mal entrar;
Oh! Não queres ir lá? Oh! Não queres ir lá?
Nem a morte, luto ou dor, no céu terão lugar,
Oh! Não queres ir lá? Oh! Não queres ir lá?
3
Oh! Que divina! mansão Jesus nos preparou!
Oh! Não queres ir lá? Oh! Não queres ir lá?
Onde todos os irmãos
vão ver quem os salvou,
Oh! Não queres ir lá? Oh! Não queres ir lá?
.
.
400: EM JESUS
P.L.M. (B.A. Baur)
1
Em Jesus, vivendo cada dia,
Em Jesus eu tenho alegria!
Em Jesus, oh, doce harmonia!
Em Jesus, desfruto a paz de Deus!
2
Em Jesus, na rocha inabalável,
Em Jesus, no homem incomparável!
Em Jesus, no Deus tão adorável!
Em Jesus, o mal não temerei!
3
Em Jesus a graça é infinita,
Em Jesus, oh! bênção inaudita;
Em Jesus, minh’a!ma é bendita;
Em Jesus eu tenho salvação!
4
Em Jesus não temo o mal e a morte,
Em Jesus estou firmado e forte!
Em Jesus meu barco ruma ao norte;
Em Jesus eu sempre hei de vencer!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: