Início > Bíblia > Bíblia – Salmos – Introdução

Bíblia – Salmos – Introdução

 

LIVRO DE SALMOS
 

São cento e cinqüenta cânticos e poemas espirituais usados em cultos e devocionais da igreja de todas às épocas. Compunham o hinário do segundo templo.

Os temas predominantes são a oração e o louvor, mas os Salmos cobrem uma grande variedade de experiências religiosas. São referidos com mas freqüências no Novo Testamento do que qualquer outro livro, exceto Isaías. São com freqüência chamados Salmos de Davi porque esse rei foi o autor de um grande número deles.

AUTORES: Não se sabe quais foram os autores de um grande número de Salmos. É provável que, em alguns casos, o nome atribuído a certos Salmos possa referir-se melhor ao compilador do que ao autor.

A seguinte lista de autores foi extraída de várias versões das Escrituras.

Atribuídos a Davi, 73; aos filhos de Coré, 11; a Asafe, 12; a Hemã, 1; a Etã, 1; a Salomão, 2; a Moisés, 1; a Ageu, 1; a Zacarias, 1; a Ezequias, não há certeza quanto ao número; a Esdras, 1. Os restantes são anônimos.

SALMOS MESSIÂNICOS:

Damos a seguir alguns dos salmos que contém referências diretas ou simbólicas a Cristo.
(1) Cristo com Rei, 2; 45; 72; 110; 132:11
(2) Seus sofrimentos, 22; 41; 55:12-14; 69:20-21.
(3) Sua ressurreição, 16.
(4) Sua ascensão, 68:18.

ORDEM QUANTO A TEMA:

Cada salmo está anotado abaixo sob o tema a que se refere.

O homem:
(a) Sua exaltação, 8.
(b) Sua condição de pecador, 10; 14; 36; 55; 59 entre outros.

O mundano e o ímpio.
(a) Em contraste com o piedoso, 1; 4; 5.
(b) A demora de seu castigo, 10.
(c) Sua prosperidade, 37; 73.
(d) Seu destino, 9; 11.
(e) A confiança nas riquezas, 49.

Experiências espirituais.
(a) O arrependimento, 25; 38; 51; 130.
(b) O perdão, 32.
(c) A conversão, 40.
(d) A consagração, 116.
(e) A confiança, 3; 16; 20; 23; 27; 31; 34; 42; 61; 62; 91; 121.
(f) A capacidade de ser ensinado, 25.
(g) A aspiração, 42; 63;; 143.
(h) A oração, 55; 70; 77; 85; 86; 142; 143.
(i) O louvor, 96;98; 100; 103; 107; 136; 145; 148; 149; 150.
(j) A adoração, 43; 84; 100; 122; 132.
(l) A aflição, 6;13; 22; 69; 88; 102.
(m) A velhice, 71;
(n) A viga fugaz, 39; 49; 90.
(o) O lar, 127.
(p) A nostalgia, 137.

A Igreja (Simbolizada).
(a) Sua segurança, 46.
(b) Sua glória, 48; 37.
(c) O amor para com ela, 84; 122.
(d) A unidade nela, 133.

A Palavra de Deus, 19; 119.

Missionários, 67; 72; ; 96; 98.

O dever dos governantes, 82; 101.

Atributos Divinos:
(a) Sabedoria, majestade e poder, 18; 19; 29; 62; 66; 89; 93; 97; 99; 118; 147.
(b) Conhecimento infinito, 139.
(c) Poder criativo, 33; 89; 104.

As experiências de Israel:
(a) Incredulidade, 78.
(b) Sua desolação e aflição, 79; 80.
(c) Sua reincidência, 81.
(d) A providência divina, 105; 106; 114.

 

Fonte: Comunicadores Sem Fronteiras
Categorias:Bíblia
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: