Harpa Cristã – Letra dos Hinos de 101 a 200

 

101: A UNÇÃO REAL
P.L.M. (H.L.Gilmour)
1
Qual órfãos não nos deixou o Senhor,
Mas como nos prometeu,
Mandou-nos o bom Consolador,
Que nos encheu do poder do céu,
Do Seu divinal amor!
Coro
Recebestes já a unção real
Do Espírito Consolador?
Deus quer te usar para outros salvar,
Se recebes o Consolador.
2
O crentes, Deus vos convida também
A vir buscar Seu poder;
E para todo, que humilde vem
O Santo Hóspede receber:
Orando se obtém.
3
Um Pentecoste, Jesus prometeu,
A cada um coração;
Prostrados, roguemos, pois a Deus,
Com fé. em potente oração,
Pra vir o poder do céu.
.
.
102: CRÊ NA PROMESSA
A.S.
1
Hoje, Jesus pode te salvar;
Somente crê na promessa;
Dos teus pecados purificar;
Somente crê na promessa.
Coro
Crê na promessa de Jesus,
Somente crê na promessa;
Bênção dos céus, vida à flux!
Somente crê na promessa.
2
Do alto, Jesus dará poder;
Somente crê na promessa;
Na Sua alegria irás vencer;
Somente crê na promessa.
3
A Sua graça vem receber;
Somente crê na promessa;
Tudo Jesus quer te conceder.
Somente crê na promessa.
4
Vem recebera paz do Senhor,
Somente crê na promessa;
Cheio serás do Consolador.
Somente crê na promessa.
.
.
103: CAMINHEMOS NA LUZ
A.S.
1
Há uma luz, bendita luz,
Que vem a nós dos céus;
A face do Senhor Jesus
Reflete o amor de Deus.
Coro
Caminhemos na luz
Caminhemos na luz de Deus.
Caminhemos na luz
Caminhemos na luz de Deus.
2
Há uma gloriosa luz
Guiando o nosso andar,
Nos santos passos de Jesus,
‘Tó chegarmos ao lar.
3
Há uma luz, a santa luz
Na qual podemos ver
No lindo céu, a glória à flux,
Que vamos receber.
4
Em santa e bendita luz.
Cercado de esplendor,
Virá O que morreu na cruz,
Nosso amado Senhor.
.
.
104: JESUS PROCURA A OVELHA
P.L.M. (Ira D. Sankey)
1
Eis Jesus a procurara ovelha, que a vagar
Desgarrou-se do aprisco do Senhor;
Pelos montes a sofrer, faça sol ou a chover,
Cristo busca Sua ovelha, com amor.
Coro
Com amor.., o Pastor…
Eis que chama Sua ovelha, sem cessar;
Possa hoje, o pecador
escutar a voz do amor,
De Jesus, que procura p’ra salvar.
2
Com Seus pés o bom Pastor, já feridos, que horror,
De descer nos tenebrosos pedregais,
E cansado de andar, mais, ainda a clamar:
“Ó ovelhas minhas, onde vós estais?”
3
Se escuta o gemer da ovelha, que prazer
Enche logo o coração do bom Pastor!
E correndo sem parar, ‘té a ovelha abraçar,
E trazê-la ao Seu ombro com amor.
4
Já em casa, o Pastor, Oh! Jubila com dulçor,
Pela ovelha desgarrada que achou;
E assim, também Jesus, com os anjos lá na luz,
Se alegra pelas almas que salvou!
.
.
105: A GLORIOSA ESPERANÇA
P.L.M.
1
Possuis em ti, ó pecador,
A gloriosa esperança?
E Cristo tua confiança,
Que te sustenta com vigor?
A minha é Jesus, é Jesus, é Jesus,
A minha é Jesus,
Que me concede segurança.
2
Se nada mais te satisfaz,
Aqui no mundo, ó perdido,
E se te sentes abatido,
Qual há de ser a tua paz?
A minha é Jesus, é Jesus, é Jesus,
A minha é Jesus,
Que não me deixa desvalido.
3
E quando o teu fim chegar,
E te cobrir o véu da morte,
Qual há de ser a tua sorte?
Irás sofrer? Irás gozar?
A minha é Jesus, é Jesus, é Jesus,
A minha é Jesus,
Que me tornou, de fraco, forte.
4
Vem a Jesus, vem pecador,
Vem dar o teu primeiro passo;
Qual é a força do teu braço,
Que te fará um vencedor?
A minha é Jesus, é Jesus, é Jesus,
A minha é Jesus,
Por ela quebro todos os laços.
.
.
106: VIVA CRISTO
P.L.M.
1
Viva Cristo, eterna! riqueza,
Meu escudo, vida e firmeza,
Sua graça – Oh! me faça
Reluzir no Seu amor.
2
Viva Cristo, rocha já eleita,
A verdade pura e perfeita;
Meu sustento – gran contento,
Que me faz andar na luz.
3
Viva Cristo, minha eterna sorte;
Meu tesouro é depois da morte;
Me conforta, me exorta
A viver em perfeição.
4
Viva Cristo, o Senhor da glória,
Que aos crentes sempre dá vitória,
E a vida prometida,
Que, p’ra nós ganhou na cruz.
5
Viva Cristo, Condutor dos santos!
Viva Cristo. fortemente canto!
Pois me ama e derrama
No meu ser, celeste paz.
.
.
107: FIRME NAS PROMESSAS
C. (R. Kelso Carter)
1
Firme nas promessas do meu Salvador,
Cantarei louvores ao meu Criador;
Fico na dispensação do Seu amor,
Firme nas promessas de Jesus.
Coro
Firme, Firme,
Firme nas promessas de Jesus, o Cristo;
Firme, firme,
Sim, firme nas promessas de Jesus.
2
Firme nas promessas, hei de não falhar,
Quando as tempestades, vêm me assolar;
Pelo Verbo vivo, hei de batalhar.
Firme nas promessas de Jesus.
3
Firme nas promessas, sempre vejo assim,
Purificação no sangue, para mim;
Plena liberdade em Jesus sem fim.
Firme nas promessas de Jesus.
4
Firme nas promessas do Senhor Jesus,
Em amor ligado com a Sua cruz.
Cada dia mais alegro-me na luz.
Firme nas promessas de Jesus.
.
.
108: PELEJAR POR JESUS
J.T.L.
1
Por Jesus vamos pelejar,
Prosseguindo o nosso andar;
E com Ele, então, no céu,
Nós iremos a paz gozar.
Coro
Lutemos todos contra o mal,
E vamos a Jesus seguir;
Ele é o nosso General
E a glória do porvir!
2
Em Jesus temos nós poder;
Avancemos, já sem temer;
Confiando no Seu amor.
Vamos lutar, até vencer.
3
Crentes, para Jesus olhai,
Pela fé, sempre, sim, lutei;
Ao inimigo, ó combatei;
O Evangelho anunciei.
4
A Escritura nos diz assim:
Que Jesus é p’ra ti e mim,
O caminho, a luz veraz,
Que nos leva ao céu, enfim.
.
.
109: VENHA A JESUS
P.L.M. (P.P.Bliss)
1
Se alguém deseja, venha a Jesus,
Água e pão da vida, Ele te conduz.
A mão Lhe estende, pede-Lhe a luz,
Se alguém deseja, venha.
Coro
Se alguém deseja, se alguém deseja,
Venha hoje mesmo receber perdão,
Pois Jesus te chama, ó, não chama em vão,
Se alguém deseja, venha!
2
Se alguém deseja, paz fruirá;
Cristo que te chama, te libertará;
Com Seus braços santos te abraçará
Se alguém deseja, venha!
3
Se alguém deseja, não morrerá,
Pois a vida eterna sempre gozará;
Esta é a promessa que Jesus te dá.
Se alguém deseja, venha!
.
.
110: CLAMA: JESUS, JESUS!
P.L.M. (M. D´Angelo)
1
Ó clama na tribulação: Jesus, Jesus.
De todo o teu coração: Jesus, Jesus,
Por certo, te socorrerá: Jesus, Jesus,
E gozo e paz te dará: Jesus, Jesus.
2
Tu queres um bom Salvador? Jesus, Jesus,
Que ama o vil pecador? Jesus, Jesus,
E que tem poder p’ra salvar? Jesus, Jesus,
E para o céu te levar? Jesus, Jesus.
3
Há um que te pode curar: Jesus, Jesus.
E da corrupção te guardar: Jesus. Jesus
Só um nome dá salvação: Jesus, Jesus.
O gozo, a paz, o perdão: Jesus, Jesus.
4
Aceita, no teu coração: Jesus, Jesus;
Assim, tu terás salvação, Jesus, Jesus;
Abraça, com terno amor: Jesus, Jesus;
Que chora por ti, pecador, Jesus, Jesus.
.
.
111: QUE MUDANÇA!
P.L.M.
1
Que mudança em mim fez o meu bom Jesus,
Vindo Ele no meu coração
Deu-me paz divinal, deu-me gozo e luz,
Entrando Ele no meu coração.
Coro
Entrando do meu coração!
Entrando no meu coração!
Que mudança em mim
Fez o meu bom Jesus,
Vindo Ele ao meu coração.
2
Eu andava perdido, Jesus me salvou,
Entrando no meu coração
Meus pecados sem conta, Seu sangue lavou,
Vindo Ele ao meu coração!
3
E agora, do céu, a certeza me deu,
Entrando no meu coração
Seu Espírito, o selo e penhor concedeu,
Vindo Ele ao meu coração.
4
Pelo vale da morte não temo passar!
Com Ele no meu coração;
A cidade celeste me vai transportar,
O guarda do meu coração.
.
.
112: O NOME SOBERANO
E.W. (W.B.Bradbury)
.
.
1
Não há na terra e céu também,
Um nome com doçura,
Como este a quem louvor convém,
De toda a criatura.
Coro
Jesus, a luz és Tu do céu!
Jesus, o nosso amado
Jesus, o verdadeiro Deus,
Por todos exaltado!
2
Descendo ao mundo, a luz do céu
Vestiu-se em corpo humano;
Ao santo Filho, então, se deu
O nome soberano.
3
Entregue à morte sobre a cruz,
Por cima foi escrito
O nome amável de Jesus,
Por nós, ali maldito.
4
Da morte o grande vencedor
A mão do Pai sentado,
Por nós Ele é intercessor,
E único Advogado.
5
Jesus, meu terno Salvador,
Es Tu minha esperança,
Confio só no Teu amor;
E pões-me em segurança.
.
.
113: O CELESTE DIRETOR
E.W. (Rev. R. Lowry)
1
Dia a dia vem guiar-me
Meu Jesus e meu Senhor!
Não sou meu, pois me compraste
Com Teu sangue redentor;
Quero a Ti viver unido,
Pela vida até ao fim;
Que se torne assim verdade,
“Não mais eu, mas Cristo em mim”.
Que se torne assim verdade.
“Não mais eu, mas Cristo em mim”.
2
Cada instante vem guiar-me.
O celeste Diretor!
Já fizeste em mim morada,
Tu és meu Dominador;
ó transforma minha vida;
Seja meu o Teu querer;
Quero andar, passo por passo,
Confiando em Teu poder.
Quero andar, passo por passo,
Confiando em Teu poder.
3
Se maior intimidade
Para mim possível for;
Quero mais ser atraído
A Ti, meigo Salvador!
Ah! Que fique em Ti morando
Meu secreto pavilhão,
Escondido, inteiramente,
Em Ti, minha salvação,
Escondido, inteiramente,
Em Ti, minha salvação.
.
.
114: ACEITA O PERDÃO DE JESUS
J.T.L. (Mrs C.H.Morris)
1
Se tu cansado já estás de pecar,
Aceita o perdão de Jesus.
Se vida nova quiseres achar,
Aceita o perdão de Jesus,
Coro
Vem a Jesus, pecador.
Por ti morreu lá na cruz.
É tempo, vem sem temor;
Aceite o perdão de Jesus.
2
Se vida pura desejas obter,
Aceita o perdão de Jesus.
Ele é a fonte que limpa teu ser;
Aceita o perdão de Jesus.
3
Se tu não podes tuas lutas calmar,
Aceita o perdão de Jesus,
Se teus desejos não podes domar,
Aceita o perdão de Jesus.
4
Se com os santos te queres unir,
Aceita o perdão de Jesus.
Se para os céus tu desejas partir,
Aceita o perdão de Jesus.
.
.
115: TRABALHAI E ORAI
J.T.L. (I. Baltzell)
1
Eu quero trabalhar pra meu Senhor,
Levando a Palavra com amor;
Quero eu cantar e orar,
E ocupado quero estar,
Sim, na vinha do Senhor.
Coro
Trabalhai e orai.
Na seara e na vinha do Senhor;
Meu desejo é orar,
E ocupado quero estar
Sim, na vinha do Senhor.
2
Eu quero, cada dia, trabalhar;
Escravos do pecado libertar;
Conduzi-los a Jesus,
Nosso guia, nossa luz,
Sim, na vinha do Senhor.
3
Eu quero ser obreiro de valor,
Confiando no poder do Salvador;
Se quiseres trabalhar,
Acharás também lugar,
Sim, na vinha do Senhor.
.
.
116: LIVRE ESTOU
J.T.L. (Mrs. Minnie A. Sterle)
1
Eu vagava pela senda de horror,
Oprimido pelo pecado e temor.
Quando o Salvador eu vi,
Sua terna voz ouvi,
Meu Jesus me libertou por Seu amor.
Coro
Livre estou! Livre estou!
Pela graça de Jesus livre estou;
Livre estou! Livre estou!
Aleluia! Pela fé, livre estou!
2
Eu vagava pela senda de horror.
Não pensando no amor do Salvador;
Eu vagava sem ter luz,
Longe do Senhor Jesus,
Mas liberto, hoje canto a Deus louvor.
3
Eu vagava pela senda de horror,
Mas, agora, quero andar com meu Senhor,
Quero ouvir Sua terna voz,
E segui-Lo sempre após,
Glória seja dada ao nosso bom Pastor.
.
.
117: O SENHOR SALVA A TODO O PECADOR
J.T.L. (B.E.Warren)
1
Aleluia! O Senhor Salva a todo pecador!
Salvação! Salvação!
Jesus Cristo tem poder para todo o mal vencer,
Salvação! Salvação!
Coro
Salvação e redenção!
Aleluia! Cristo já me amou e me salvou.
Glória dou e aleluia, a Jesus que me salvou.
2
Eu confio em Jeová, Ele santidade dá;
Salvação! Salvação!
Tenho paz e vivo já, Sua graça em mim está.
Salvação! Salvação!
3
Falarei sempre o que sei, exaltando o meu Rei,
Salvação! Salvação!
Pois Seu sangue já verteu, pra tornar-me filho Seu,
Salvação! Salvação!
4
Cantaremos, sempre ali, ao sairmos nós daqui;
Salvação! Salvação!
Exaltando o Salvador, louvaremos com fervor
Salvação! Salvação!
.
.
118: FACE A FACE
J.T.L. (Grant Golfax Tullar)
1
Na presença estar de Cristo,
Em Sua glória, que será;
Lá no céu, em pleno gozo,
Minha alma O verá.
Coro
Face a face, espero vê-Lo;
No além do céu de luz;
Face a face em plena glória,
Hei de ver o meu Jesus.
2
Oh! que glória será vê-Lo;
Que O possa eu mirar!
Eis, em breve, vem o dia;
Que Sua glória há de mostrar.
3
Quanto gozo há em Cristo,
Quando não houver mais dor,
Quando cessar o perigo,
E gozarmos pleno amor.
4
Face a face, quão glorioso
Há de ser o existir,
Vendo o rosto de quem veio,
Nossas almas redimir.
.
.
119: INESGOTÁVEL É SEU AMOR
J.T.L. (Wm. J. Kirkpatrick)
1
Seja louvado o bom Salvador
Livre é Seu amor, livre é Seu amor.
Há preparado para o pecador,
Fonte preciosa de amor;
E, se em Cristo queres confiar,
Livre é Seu amor, livre é Seu amor;
A vida eterna tu irás gozar,
Inesgotável é Seu amor.
Coro
Terno, te chama Jesus: queres ir?
Ó pecador, ó pecador!
Ele deixou para nós, ao subir,
Fonte preciosa de amor.
2
Por que vivendo em pecado há de estar?
Livre é Seu amor, livre é Seu amor.
Cristo te chama, ó vem sem tardar,
Inesgotável é Seu amor;
Deixa as trevas por luz divinal,
Livre é Seu amor, livre é Seu amor;
Hoje Jesus quer livrar-te do mal,
Inesgotável é Seu amor.
3
Ó! se tu creres, perdão obterás,
Livre é Seu amor, livre é Seu amor;
Vem o momento que tu bendirás;
Inesgotável é Seu amor;
Cristo te espera, ó ouve o chamar;
Livre é Seu amor, livre é Seu amor;
Fé em Seu nome te há de salvar.
Inesgotável é Seu amor.
.
.
120: NOITE DE PAZ
J.T.L.
1
Noite de paz, noite de amor;
Tudo dorme, em derredor!
Entre os astros que espargem a luz
Bela, indicando o menino Jesus,
Brilha a estrela da paz,
Brilha a estrela da paz.
2
Noite de paz, noite de amor;
Ouve o fiel pastor
Coros celestes que cantam a paz,
Que nesta noite sublime nos traz,
O nosso bom Redentor,
O nosso bom Redentor.
3
Noite de paz, noite de amor;
Oh! Que belo resplendor.
Paira no rosto do meigo Jesus!
E no presépio do mundo, a luz!
Astro de eterno fulgor,
Astro de eterno fulgor.
.
.
121: Maravilhoso é Jesus
F.V.
1
Maravilhoso é Jesus,
Da minha vida a luz,
Pois me salvando, me perdoando,
Para Sião me conduz.
Coro
Maravilhoso, sim, maravilhoso!
É Cristo, pois salvou-me a mim!
Maravilhoso e mui glorioso,
É Cristo, que vive em mim.
2
Nunca podia saber,
Qual é o grande prazer,
Dum que perdido, arrependido,
A graça vem receber.
3
Ele nas trevas me achou,
Eternamente me amou;
Vida abundante, gozo bastante.
Tenho por quem me salvou.
4
Cristo é tudo pra mim,
Também será para ti;
Vou caminhando, sempre O louvando,
Pois Ele salvou-me a mim!
.
.
122: FOGO DIVINO
J.T.L. (Geo. C. Stebbins)
1
Fogo divino, clamamos por ti;
Vem lá do alto, vem, desce aqui;
Ó vem despertar-nos com teu fulgor;
Vem inflamar-nos com teu calor.
Coro
Desce do alto, bendito fogo,
Desce poder celestial!
Desce do alto, bendito fogo,
Vem, chama pentecostal!
2
Desce, Espírito Consolador,
Desce e enche-nos de santo amor,
Desce ao mundo, nos mostra Jesus;
Dá-nos poder, vida, graça e luz.
3
Arde em minh’alma, ó chama de amor
Arde em meu peito e dá-me valor;
Consome todos os restos do mal;
Desce já, ó fogo pentecostal!
.
.
123: CRISTO VOLTARÁ
J.T.L. (Liluokalani)
1
Um dia, Cristo voltará;
Ao ascender, o prometeu;
Do modo que subiu virá;
Há de ver o Rei Jesus, o povo Seu.
Coro
Mui breve sim, Jesus virá,
Alegre O verá Seu povo;
Velando, todos devem sempre estar,
A fim de vê-Lo voltar.
2
Os mensageiros do Senhor,
Afirmam que Jesus virá;
E o poder Consolador
As fiéis promessas nos revelará.
3
Oh! gozo sem comparação
No dia do meu Salvador,
Com a mui grande multidão,
Subiremos ao encontro do Senhor.
4
Bem-vindo sejas, meu Senhor,
Em Tua gloriosa luz;
E nossa fá terá valor;
Nós dizemos: “Ora, vem Senhor Jesus”.
.
.
124: ADORAÇÃO
E.W. (R.C.Ward)
1
Adorai o Rei do Universo!
Terra e céus, cantai o Seu louvor!
Todo o ser no grande mar submerso,
Louve ao Dominador!
Coro
Todos juntos O louvemos!
Grande Salvador e Redentor!
Todos O louvemos!
Régio Dominador!
2
Adorai-O, anjos poderosos,
Vós que Sua glória contemplais!
Vós, remidos, já vitoriosos;
Graças, rendei-Lhe mais!
3
Sol e lua, coros estelares,
Sua majestade anunciai,
Hostes grandes, centos de milhares,
O Seu poder mostrai!
4
Ventos! Chuvas! Raios! Trovoadas!
Revelei o forte Criador!
Vós dizeis, ó serras elevadas,
Quão grande é meu Senhor!
5
Altos cedros! Grama verdejante!
Esta sinfonia aumentei;
Aves, vermes, todo o ser gigante;
Gratos a Deus louvai!
6
Homens! Jovens! Velhos e meninos!
Adorai ao vosso Redentor!
Reis e sábios, grandes, pequeninos,
Dai-Lhe veraz louvor!
.
.
125: QUEM DERA HOJE VIR!
J.T.L. (Mrs. C.H.Morris)
1
Vem, outra vez, nosso Salvador;
Quem dera hoje vir!
Para reinar com poder e amor!
Quem dera hoje vir!
Já por Sua Esposa, vem esta vez;
Que O espera em oração;
Fora do mundo de entremez;
Quem dera hoje vir!
Coro
Glória, glória, gozo sem fim, trará;
Glória, glória, ao coroar o Rei;
Glória, glória, nos arrebatará;
Glória, glória! Cristo vem Outra vez!
2
Terminará o poder do mal;
Quem dera hoje ser!
Começará o prazer sem igual;
Quem dera hoje ser!
Todos os mortos em Cristo serão
Arrebatados por seu Senhor;
Quando estas glórias aqui virão?
Quem dera hoje ser!
3
Em santidade nos deve achar,
Eis quEle pode vir.
Todos, velando, com gozo e paz,
Eis quEle pode vir.
Multiplicados os sinais estão;
No oriente se vê o alvor;
Breve, os crentes subirão;
Quem dera hoje vir!
.
.
126: BEM-AVENTURANÇA DO CRENTE
F.V.
1
Bem-aventurado o que confia
No Senhor, como fez Abraão;
Ele creu, ainda que não via,
E, assim, a fé não foi em vão.
E feliz quem segue, fielmente,
Nos caminhos santos do Senhor,
Na tribulação é paciente,
Esperando no seu Salvador.
2
Os heróis da Bíblia Sagrada,
Não fruíram logo seus troféus;
Mas levaram sempre a cruz pesada,
Para obter poder dos céus,
E depois, saíram pelo mundo,
Como mensageiros do Senhor,
Com coragem e amor profundo,
Proclamando Cristo, o Salvador.
3
Quem quiser de Deus ter a coroa,
Passará por mais tribulação;
Às alturas santas ninguém voa,
Sem as asas da humilhação;
O Senhor tem dado aos Seus queridos,
Parte do Seu glorioso ser;
Quem no coração for mais ferido,
Mais daquela glória há de ter.
4
Quando aqui as flores já fenecem,
As do céu começam a brilhar;
Quando as esperanças desvanecem,
O aflito crente vai orar;
Os mais belos hinos e poesias,
Foram escritos em tribulação,
E do céu, as lindas melodias,
Se ouviram, na escuridão.
5
Sim, confia tu, inteiramente;
Na imensa graça do Senhor;
Seja de ti longe o desalento
E confia no Seu santo amor.
Aleluia seja a divisa,
Do herói e todo o vencedor;
E do céu mais forte vem a brisa,
Que te leva ao seio do Senhor.
.
.
127: O SENHOR DA CEIFA CHAMA
O.N.
1
O Senhor da ceifa está chamando:
“Quem quer ir por Mim a procurar
Almas que no mundo, vão chorando;
Sem da salvação participar?”
Coro
Fala Deus! Fala Deus!
Toca-me com brasa do altar;
Fala Deus! Fala Deus!
Sim, alegre, atendo ao Teu mandar.
2
O profeta a Deus se aproximando,
Considera-se um pecador,
Mas, o fogo santo o queimando,
Torna-o útil para seu Senhor.
3
Muitos são os que vão expirando
Sem ter esperança de ver Deus:
Vai depressa lhes anunciando,
Que Jesus os leva para os céus.
4
Breve, os trabalhos serão findos,
Bênçãos vão os servos desfrutar;
E Jesus os saudará: “Bem-vindos”,
Esta glória espero alcançar.
.
.
128: ENTREGA TEU CORAÇÃO
J.T.L. (Mrs. C.H.Morris)
1
Ó alma triste, perdida,
Que vagas sem ter direção!
Aceita de Deus a vida,
Entrega teu coração!
Coro
Dá, hoje, a Cristo,
Teu coração, teu coração.
Pois nEle acharás a paz, o perdão,
Entrega teu coração.
Dá, hoje, a Cristo,
Teu coração, teu coração.
Pois nEle acharia a paz, o perdão,
Entrega teu coração.
2
Jesus não quer teu dinheiro;
De graça te dá salvação!
E gozo mui verdadeiro:
Entrega teu coração!
3
De Cristo ressuscitado
Aceita o vero perdão,
Se queres ser libertado,
Entrega teu coração.
4
Agora é o tempo aceitável
O dia em que há salvação.
A Cristo, meigo, adorável
Entrega teu coração.
.
.
129: A FONTE SALVADORA
A.S. (Geo. C. Stebbins)
1
Ó pecador, vem à fonte,
Com o teu fardo de dor,
Vem sepultá-lo nas águas;
Paz acharás no Senhor.
Coro
Depressa vem, depressa vem!
Um só instante não queiras perder;
Jesus espera salvar-te;
Mercê p’ra ti, Ele tem.
2
Como estás, vem à fonte,
Jesus esperando está;
E tua alma manchada
Alva e pura será.
3
O Salvador não despreza
Quem, arrependido, crer.
A vida eterna esperando
De Suas mãos receber.
4
Vem ser curado na fonte;
Jesus a paz te quer dar;
Vem, humilhado e contrito,
Tua alma purificar.
.
.
130: CRISTO É MEU!
E.W.
1
Manso Pastor já no mundo viveu e Ele é meu,
Nos dando a vida, por nós padeceu e Ele é meu;
Graça tão vasta não posso sondar, mas Ele é meu.
Sou perdoado já posso cantar, que Ele é meu.
Coro
Cristo é meu! Cristo é meu!
Maravilhoso, mas certo é dizer:
Jesus é meu!
2
Há um amigo de amor sem igual e Ele é meu;
Sempre o mais forte, o mais firme e leal e Ele é meu.
Sou tão indigno de ser um dos Seus, mas Ele é meu.
Vou Seu amor desfrutar, lá nos céus, pois Ele é meu.
3
Ele mandou-nos o Consolador, também é meu.
Cheio de graça, de paz e de amor, e tudo é meu.
Nada me nega dos Seus ricos dons, pois tudo é meu.
Grandes tesouros, tão puros e bons, são todos meus.
.
.
131: DE VALOR EM VALOR
P.L.M. (Maurice A. Clifton)
1
Só em Ti, meu Senhor eu desejo estar,
E também receber Tua luz;
De valor em valor só por Ti avançar,
Ó me traz junto a Ti, meu Jesus.
Coro
Eu desejo, ó Deus, em Jesus habitar;
Pois minh’alma suspira por Ti;
De valor em valor, e na fé aumentar,
Para que vejam Cristo em mim.
2
O caminho, Senhor, faz-me mais conhecer,
Que me leva à santa Sião;
Por Teu grande favor, e com muito prazer
Entrarei na eternal mansão.
3
Tua mão, ó Senhor! Queira me proteger,
E dos males daqui me livrar;
Na manhã d’esplendor, eu também quero ser
Dos fiéis, que vão ressuscitar.
.
.
132: OBREIROS DO SENHOR
P.L.M. (Chas. H. Gabriel)
1
Somos obreiros do Senhor,
À messe vamos, com amor,
A proclamar a salvação
De Cristo e o Seu perdão;
Pois trabalhemos por amor
De Cristo, nosso Salvador,
Que por nós o sangue derramou,
E no Calvário expirou.
Coro
À colheita vinde já, pois Jesus vos chama;
“Todos devem trabalhar”, o Senhor proclama,
Breve, tudo findará, não se poderá segar;
Vinde crentes, vinde trabalhar.
2
O Evangelho, ó pregai,
A todo mundo, sim chamai,
E, sem temor, as novas dai
E a bandeira levantai
Em nossas mãos Deus confiou,
A graça que nos enviou.
As novas dai, não vacileis,
Que a vitória obtereis.
3
As horas, prestes, passarão,
E nunca mais a vós virão,
Se não falardes de Jesus,
Alguns jamais verão a luz.
Ainda hoje há perdão,
O mundo jaz na perdição,
Oh! não desprezeis o favor
Do amoroso Salvador.
.
.
133: NO ROL DO LIVRO
J.T.L. (L.E.Jones)
1
Teu nome, por inteiro, escrito está nos céus
No livro do Cordeiro, no livro do bom Deus,
Teremos a vitória, olhando no Senhor;
Por isso, damos glórias e gran louvor.
Coro
Teu nome escrito, irmão, está por Deus,
No livro da vida, no rol dos filhos Seus,
Teu nome escrito, irmão, está nos céus;
Oh! glória, aleluia! Amém.
2
Alegres nós andamos na graça do Senhor;
E nela nós achamos poder consolador!
De Cristo recebemos, ajuda e vigor;
Avante, pois marchemos, sem mais temor.
3
Nós criaturas, somos remidas por Jesus,
No qual eleitos fomos, pra desfrutar a luz,
Nós temos, por herança, Jesus nos altos céus,
Também a esperança de ver a Deus.
4
Contentes, levantemos os olhos para os céus,
Escritos nós já temos, os nomes, lá por Deus;
Sentindo grande gozo, servindo ao Senhor,
Ao Todo-poderoso, ao Redentor.
.
.
134: JESUS À PORTA DO CORAÇÃO
P.L.M. (J. Howard Entwisle)
1
Quem está batendo assim,
Que enche-me de comoção?
Quem procurará por mim?
Sinto bater no coração.
Coro
Quem bate, diz com mansidão:
Eu sou Jesus, te vim salvar;
Abre, duro coração,
Dentro de ti quero cear.
2
Quem será? Quem pode ser?
Sinto bater no coração!
Que farei? Que vou fazer?
No vale estou da decisão.
3
Quem escuto eu bater?
– Eu sou Jesus, o bom Jesus:
Abre logo, sem temer
Quero te dar a minha luz.
4
Entra, entra, Salvador,
Meu coração te quero dar,
Só em Ti achei amor,
Mesmo em mim queiras morar.
Coro Final
No coração, ó bom Jesus,
Entra, trazendo Teu perdão!
Concedendo Tua luz,
Tenho, assim, a salvação.
.
.
135: O NOME PRECIOSO
P.L.M. (Mrs. C. H. Morris)
1
Teu nome é precioso, amado Salvador,
E grande, glorioso, nos enche de amor,
Nós todos Te adoramos com verdadeira fé,
Também nos humilhamos, aos Teus santos pés.
Coro
Quantas bênçãos prometidas
No Teu nome, ó Salvador!
Hoje tenho vida. Graça é concedida,
No Teu nome, ó Salvador!
2
Teu nome é sagrado, nos dá consolação;
Por Ele foi-nos dado, do céu, real perdão;
Aviva a esperança, aumenta nosso amor,
Dá firme confiança e mais do Teu vigor.
3
Teu nome é nossa vida e paz, ó Salvador!
A arca oferecida ao pobre pecador;
Por Ele abençoada é toda a nação,
Que foi predestinada à grande vocação.
.
.
136: JESUS, NOSSO SOCORRO
P.L.M. (D. B. Towner)
1
Em nosso socorro vem, ó vem, Jesus!
Pois grande tristeza nos ofusca a luz;
A Ti recorremos, vem nos dar vigor,
Reveste-nos todos do Teu grande amor!
2
Em nosso socorro vem, ó vem Jesus!
Em Ti confiamos, és a nossa luz;
Protege-nos sempre do vil tentador,
Reveste-nos todos do Teu grande amor!
3
Em nosso socorro vem, ó vem, Jesus!
Combate o inimigo com a Tua luz;
A Ti nós clamamos, responde, Senhor,
Reveste-nos todos do Teu grande amor!
4
Em nosso socorro vem, ó vem, Jesus!
A plena vitória, hoje nos conduz;
Dá-nos Tua graça, poder e valor.
Reveste-nos todos do Teu grande amor!
.
.
137: LIBERTO DA ESCRAVIDÃO
P.L.M. (Werner Skibsted)
1
Em Babilônia, em prisão,
Estava Israel,
O povo santo de Sião,
Sofrendo dor cruel.
Coro
Mas, um dia, se ouviu,
Que do rei a voz saiu
P’ra voltarem da escravidão.
Todo povo a Jubilar,
Com as harpas a cantar,
Foi em busca de Sião.
2
“Cantai” disseram os caldeus,
Os hinos de Sião,
Mas isto mais entristeceu,
Os filhos de Abraão.
3
Libertos foram lá por Deus
Da vil escravidão.
E toda alma se encheu,
De riso e gratidão.
4
Quão grandes coisas nos fez Deus!
Cantavam, já. então;
E qual um sonho pareceu
A volta pra Sião.
5
E neste mundo, qual Babel,
Há muitos em prisão,
Sofrendo uma dor cruel,
Sem ter consolação.
Coro Final
Mas, de Cristo se ouviu
Que de Deus, a voz saiu,
P’ra voltarem da escravidão.
Queiras isto aceitar,
Com a harpa vem cantar,
E, assim, volta p’ra Sião.
.
.
138: QUEM BATE É JESUS CRISTO
P.L.M. (Robert Harkness)
1
Se da morte tens horror,
E salvação desejas,
Volta aos braços do Senhor,
Para que salvo tu sejas;
Abre bem teu coração,
E recebe salvação,
Sem nenhuma turbação;
Quem bate é Jesus Cristo.
Coro
Deves-Lhe dar abrigo.
Não há nenhum perigo;
Cristo quer só te salvar;
Na mesa, cear contigo.
2
Já sofreu por ti, na cruz,
Para te dar a vida;
O divino e bom Jesus
As marcas tem das feridas;
Não O vês a soluçar,
E Seu sangue a gotejar?
Não O vais deixar entrar?
Quem bate é Jesus Cristo.
3
Se tu andas em temor;
Longe do Pai amado,
Quem será teu protetor,
Quando o mal for chegado?
Segue a quem morreu na cruz,
Pois à vida te conduz;
Dar-te-á nas trevas luz,
Quem bate é Jesus Cristo.
.
.
139: JESUS, MEU ETERNO REDENTOR
P.L.M.
1
Já o Filho de Deus é descido do céu;
A obra perfeita na cruz consumou;
E ali Sua carne, rasgada qual véu,
Vivo caminho para o céu nos consagrou.
Coro
Jesus é meu eterno Redentor!
Por Seu sangue lá remido estou;
Deu-me paz, poder consolador;
Vivo contente, pois Ele me amou.
2
Por Adão, o pecado no mundo entrou;
Ninguém dessa lei se podia libertar;
Mas o Filho do homem por nós triunfou,
NEle podemos do mal ressuscitar.
3
Do inferno, que paga aos maus, há de dar,
Do medo da morte, esse dardo cruel,
Do abismo eterno te pode salvar,
Só Jesus Cristo, o bom Emanuel.
4
Bem alegres buscamos a pátria de amor,
A qual Deus no céu para nós preparou,
Onde sempre veremos o nosso Senhor,
Cristo Jesus, que do mal nos libertou.
.
.
140: A SEGURANÇA DO CRENTE
P.L.M. (L.O.Brown)
1
De mal nenhum eu temerei,
Em mim está Jesus:
Jamais perturbação terei,
Pois vivo já na luz.
Coro
Sinto paz mui profunda enfim,
Sinto paz proveniente da cruz,
Pela fé sinto viver em mim,
Meu Jesus, meu Jesus.
2
Jesus me trouxe salvação;
Também, me disse assim:
Me busca na tribulação,
Pra teres paz em Mim.
3
Na grande festa do perdão,
No Seu real poder,
Me concedeu admissão,
Quem quis por mim morrer.
4
Já tenho uma viva fé,
Que não confundirá;
O amor de Deus, que puro é,
De paz me encherá.
.
.
141: GUIA-ME SEMPRE, MEU SENHOR
E.W. (J.M.Black)
1
Aonde guiar-me meu Senhor,
Eu seguirei, por Seu amor;
É Sua mão que me conduz,
Por mim ferida sobre a cruz.
Coro
Guia-me sempre, meu Senhor,
Guia meus passos, Salvador;
Tu me compraste sobre a cruz;
Rege-me em tudo, meu Jesus.
2
Acho prazer em Te seguir;
Descanso e paz me faz sentir;
Doce é a mim o Teu querer,
Gozo me traz Te obedecer.
3
Sigo sem medo o meu Senhor
Que me encheu do Seu amor;
Sentindo perto a Sua mão,
Posso cantar na escuridão.
4
Para Seu reino me conduz,
Pelo jardim e pela cruz;
Lá ficou morto o velho “eu”,
Lá meu espírito reviveu.
.
.
142: A CIDADE CELESTE
P.L.M.
1
Ó Sião celeste, repouso dos santos,
O teu arquiteto se chama o SENHOR;
Em ti entraremos, com gozo e canto,
Com os que adoram o bom Salvador,
Em bela planície estás situada,
E que majestosa rainha és tu!
De pedras preciosas estás adornada;
Demonstras a glória de Cristo Jesus.
De Cristo Jesus. de Cristo Jesus.
Demonstras a glória de Cristo Jesus.
2
Teus belos caminhos tratados com zelo,
E as tuas torres, que vistas farão!
De todos os palácios, grandioso é o modelo;
Em ti nós teremos a consolação;
As portas do muro são todas formosas;
A praça é calçada de ouro que luz;
Em ti essas coisas são mui gloriosas,
E és toda cheia da paz de Jesus!
Da paz de Jesus, da paz de Jesus.
E és toda cheia da paz de Jesus.
3
Jamais haverá em ti noite alguma,
Teu grande luzeiro perpétuo será;
Sem a luz do sol, nem d’estrelas ou lua.
A glória de Cristo te alumiará.
E neste esplendor, de um sol verdadeiro,
Os santos e anjos do céu entrarão,
E virá na frente Jesus, o Cordeiro;
Com Ele pra sempre ali reinarão.
Ali reinarão, ali reinarão,
Com Ele pra sempre ali reinarão.
4
Oh! que grande festa nos é concedida,
Com a mesa posta, espera o Senhor,
A todos inscritos no livro da vida,
E que já da morte não têm mais temor;
De todos os que foram por Cristo comprados,
O lindo cortejo composto será;
E Deus, que há dado o Seu filho amado,
Com Cristo na glória, os consolará,
Os consolará, os consolará,
Com Cristo na glória, os consolará.
.
.
143: O VERDADEIRO AMIGO
P.L.M. (P.P.Bilhorn)
1
Tu és pra mim o verdadeiro amigo,
Só em Ti, meu Redentor, vou confiar,
Defende-me do mundo, do perigo;
Ansioso, eu Te quero encontrar.
Coro
Vem levar me para perto
Do Teu grande e bondoso coração;
Sempre avante e bem certo,
Com Jesus, eu vou andando pra Sião.
2
Vem já, Senhor, com Tua graça imensa
Ajudar-me a levar a minha cruz,
Fazendo-me sentir real presença,
Do Consolador divino, ó Jesus!
3
Jesus, Tu és a minha esperança,
E contente eu desejo Te seguir;
A Ti orando, com perseverança,
Para que me guardes sempre de cair.
.
.
144: VEM À ASSEMBLÉIA DE DEUS
P.L.M. (Wm S. Pitts)
1
À Assembléia de Deus, vem comigo,
Ouvir a Palavra de Deus;
E terás a certeza, contigo,
Que Jesus é o caminho dos céus.
Coro
Ó vem, vem, vem, vem!
Vem à Assembléia e louvemos
Ao nosso bom Deus Redentor,
Pois maior alegria não temos,
Que fruir Seu imenso amor.
2
Vem, irmão, à Assembléia dos Santos,
Sentir o poder do Senhor
E ali entoar lindos cantos
Exultando no Consolador.
3
Na Assembléia de Deus tu estejas
Humilde aos pés do Senhor:
Santidade convém à Igreja,
P’ra gozarmos celeste amor.
4
Nós sentimos a santa presença
Do nosso querido Jesus;
Anulada foi tua sentença:
Deixa as trevas e vem para a luz.
.
.
145: UNIÃO DO CRENTE COM SEU SENHOR
P.L.M. (Ballington Booth)
1
A minha alma Te ama, ó Senhor!
E desfalece sedenta de amor;
meu consolo na aflição,
E luz perfeita na escuridão;
Meu verdadeiro pão.
Coro
A minha alma ama-Te; Senhor,
De Ti só recebe vida e amor!
2
A minha alma Te ama, ó Senhor!
Almeja sempre andar no Teu temor:
Tu vives já no meu coração
E guias-me pela Tua mão;
És minha salvação.
3
A minha alma Te ama, ó Senhor!
A Tua face procura com fervor:
Desejo ter a celeste paz,
O gozo santo, que satisfaz,
E salvação veraz.
4
A minha alma Te ama, ó Senhor!
Por mim sofreste incomparável dor;
Teu nome quero, aqui louvar;
Os Teus preceitos e leis honrar,
E sempre em Ti pensar.
.
.
146: CAMINHO BRILHANTE
P.L.M. (James McGranahan)
1
Por um caminho brilhante vou,
De majestosa luz;
Pelo caminho que já trilhou,
Nosso Senhor Jesus;
Sem me lembrar do que se passou,
Bem feliz canto, sim,
Pois filho do Rei dos reis eu sou:
Cristo é meu, por fim;
Coro
Meu, por fim; meu, por fim!
Cristo da morte livrou-me, sim!
Me ouviu, me remiu,
Cristo é meu, por fim!
2
No mundo não tenho mais prazer,
Purificado estou,
Nunca jamais hei de perecer,
Pois Jesus me livrou;
Ele me ama e me quer bem,
Tudo é para mim;
NEle encontro louvor, também.
Cristo é meu, por fim.
3
Quem de Jesus me separará?
Tenho-O no coração;
Ele nas trevas me guiará
Para a feliz Sião.
Sempre contente, sem vacilar,
Venço o mal, assim;
Tenho prazer se na luz andar.
Cristo é meu, por fim.
.
.
147: SERVIR A JESUS
M.A.N. (P.P.Bilhorn)
1
Quero eu servir-Te, ó meu Rei Jesus,
E contigo sempre caminhar na luz,
Tendo com o povo de Deus comunhão
E dos meus pecados purificação.
Coro
Sim, ó meu Senhor;
Quero seguir-Te, ó Deus de amor.
Sempre Te servindo,
E também dando a Ti louvor.
2
No Teu bom serviço tenho eu prazer.
Nele muita graça eu vou receber;
Sempre falarei assim do Teu amor.
E Te glorificarei, meu Salvador.
3
Desça Tua graça sobre mim, Senhor,
Para trabalhar com mais e mais fervor,
Dá-me entendimento e veraz saber,
Para alegre, eu fazer o Teu querer.
4
Só em Ti confio, meu Senhor e Rei;
Só em Ti vitória eu alcançarei.
E contigo quero sempre aqui viver,
‘Té que p’ra Sião, me venhas receber.
.
.
148: BENDIREI A JESUS
E.W.
1
Louvarei meu Guia sábio,
Louvarei, louvarei;
Bendirei, com alma e lábios,
Bendirei Jesus.
Coro
Aleluia! Louvo a Jesus!
Deu-me salvação na cruz!
Aleluia a quem me conduz!
Glória a meu Jesus!
2
Louvarei a quem me ampara,
Louvarei, louvarei;
Nada dEle me separa;
Bendirei Jesus.
3
A quem leva os meus cuidados,
Louvarei, louvarei;
Me sustenta os pés cansados,
Bendirei Jesus.
4
A quem dá-me aqui vitória,
Louvarei, louvarei;
Dar-me-à coroa e glória;
Bendirei Jesus.
5
Meu sublime Rei glorioso,
Louvarei, louvarei;
Em celeste coro e gozo.
Bendirei Jesus.
.
.
149: CANTO DO PESCADOR
P.L.M.
1
No meu barco a remar.
Sobre as ondas, pelo mar,
Mesmo na bonança ou no furacão
Não desejo mais parar;
Com a rede vou pescar,
Muitos peixes para o reino de Sião,
Coro
Vou pescar os pecadores para Cristo,
Neste mundo cheio de horror;
Não mais desanimarei;
Minha rede lançarei;
Muitos peixes apanhando p’ra o Senhor.
2
O meu barco não é bom,
De pescar não tenho dom.
E me dizem que não devo continuar;
Mas Jesus me quis mandar,
E por isso vou pescar,
Té que Ele se apraze em me chamar.
3
Tem um modo o Senhor.
Que é próprio do amor,
Ele usa dos remidos o menor,
Todo o mundo me deixou,
E de mim se envergonhou,
Mas alegre, vou pescar, pois é melhor.
4
Se há coisa de valor,
E a rede de amor,
Cujo tio é a obra de Jesus,
Que puxada sempre traz
Os perdidos e sem paz,
Para receberem do Senhor, a luz.
5
Quando há um temporal,
E a pesca corre mal,
Novamente no meu barco vou pescar!
Pode ser que desta vez,
Eu não tenha mais revés
Pois Jesus eu levo para m’ensinar.
6
Acabando de pescar,
E deitado a pensar,
Tenho gozo pelo tempo que gastei;
Pois terei um galardão
Pela pesca, em Sião,
Pelas almas que no mundo eu ganhei.
.
.
150: PARA CASAMENTOS
D.L.
1
Cheios de contentamento
Estamos, Senhor amado,
Porque é o casamento
Um Teu bom mandado.
Coro
Aos noivos dá proteção,
Concedendo o Teu amor,
Para eles em união,
Viverem p’ra Teu louvor.
2
Faze viverem guardados
Na Tua santa doutrina
E só andarem guiados
Por Tua mão divina.
3
Confirma esta aliança,
Nós Te pedimos ainda,
Enchendo-os da esperança
Da Tua santa vinda.
.
.
151: FALA, JESUS QUERIDO
*** (L. L. Pickett)
1
Fala, Jesus querido; fala-me, hoje sim!
Fala com Tua bondade; fica ao pé de mim;
Meu coração aberto ‘stá pra Tua voz ouvir;
Enche-me de louvores e gozo pra Te servir.
Coro
Fala-me suavemente! Fala, com muito amor!
Vencedor para sempre, livre te hei de por,
Fala-me cada dia, sempre em terno tom;
Ouvir Tua voz eu quero e neste mesmo som.
2
Para teus filhos fala, e, no caminho bom,
Pela bondade os guia a pedir o santo dom;
Quererão consagrar-se para suas vidas dar.
Obedecendo a Cristo e com fervor O amar.
3
Como no tempo antigo, Tu revelaste a lei,
Mostra-me Tua vontade, e à Tua santa grei;
Deixa-me gloriar-Te, quero a Ti louvar,
Cantar alegremente e sempre Te honrar.
.
.
152: PELA CRUZ AO CÉU IREI
J.T.L. (Cha. H. Gabriel)
1
Ao Calvário, só Jesus se transportou
Levando pesada cruz,
E morrendo, lá pra o mortal deixou,
Um fanal de gloriosa luz.
Coro
Pela cruz ao céu irei;
Pela cruz eu seguirei
Para o lar de paz e eterno amor
Pela cruz ao céu irei.
2
Só na cruz, a alma sedenta achará
A fonte de Inspiração;
E ali o fardo de dor cairá;
No Calvário, há salvação.
3
Pela cruz irei à mansão celestial.
O rumo marcado está,
Em minha vida obscura será o fanal;
Em sua luz minha alma irá.
.
.
153: SOLDADOS DE CRISTO
J.T.L. (Geo. C. Stebbins)
1
Soldados de Cristo que entrastes na lida.
Lutai sem desmaio, lutai com valor;
E o inimigo levai de vencida,
Dizendo que Cristo é nosso Senhor.
Coro
Soldados de Cristo, marchai sempre avante,
Levando à destra as armas da luz;
As almas perdidas buscai triunfantes
E prestes, levai-as a Cristo Jesus.
2
Peleja, ó crente, a santa peleja,
Prossegue avante por Cristo Jesus;
E sê mui valente; na frente estejas,
Dizendo que Cristo morreu numa cruz.
3
A aurora se acerca do dia faustoso,
Em que prêmio terão a fé e o valor;
E nele, Jesus, galardão grandioso,
Dará a qualquer que sair vencedor.
.
.
154: DOCE NOME DE JESUS
P.L.M. (E. S. Lorenz)
1
Oh! doce nome de Jesus!
Que belo é a Ti cantar,
Co’a alma cheia proclamar
O nome bom de Jesus!
Coro
Jesus, ó meu doce Rei!
Jesus, verdadeiro Deus!
Jesus, sempre louvarei
De coração, Teu nome.
2
Adoro o nome de Jesus;
Jamais me falta Seu amor,
E põe, à parte, minha dor,
O nome bom de Jesus.
3
Tão puro o nome de Jesus!
Que meu pesar pôde tirar.
A grata paz também me dá
O nome bom de Jesus.
4
No doce nome de Jesus,
A minha alma salva está,
E nEle tu te salvarás;
No nome bom de Jesus.
.
.
155: IMPLORAMOS TEU PODER
***
1
Imploramos, nosso Salvador,
Teu poder; Teu poder, Teu poder,
Divinal, poder renovador,
Teu poder, Teu poder, Teu poder.
Bendita promessa paternal!
Vem encher-nos de real valor,
Do pleno poder celestial,
Teu poder, Teu poder, Teu poder.
2
Com o óleo, sim, vem nos ungir,
Teu poder, Teu poder, Teu poder.
Pai celeste, faze-nos fruir
Teu poder, Teu poder, Teu poder.
Tu já prometeste derramar
Tuas bênçãos e nos revestir.
Pra Tua Palavra proclamar,
Com poder, com poder, com poder.
3
Com o fogo vem nos inflamar,
Teu poder, Teu poder, Teu poder.
E de toda a mancha nos limpar,
Teu poder, Teu poder, Teu poder.
Aquece os frios, ó Senhor;
Faze os que dormem despertar.
Nós te suplicamos com fervor,
Teu poder, Teu poder, Teu poder.
4
Como a brisa, queiras assoprar
Teu poder, Teu poder. Teu poder.
Deus bendito, vem nos outorgar
Teu poder, Teu poder, Teu poder.
Perene e doce comunhão,
Quero aqui contigo, ó Pai, gozar;
Depressa nos enche o coração
Com poder, com poder, com poder.
.
.
156: A OVELHA PERDIDA
*** (J. A. Gordon, D.D.)
1
O bom Pastor buscou-me
Já longe do redil,
E com ternura achou-me,
Caído, triste, vil!
As chagas com amor pensou,
E ao lar nos braços me levou.
Coro
Sim, Jesus amou-me,
Com amor buscou-me,
Ele mesmo restaurou-me a Deus;
Por Seu sangue, restaurou-me a Deus.
2
Seguiu-me, bem distante
Do Seu lugar, no céu,
E disse, em voz amante:
“Achei-te, tu és Meu”.
Jamais senti tão grande amor
Como este do meu bom Pastor.
3
Por Ele sou querido,
Que graça singular!
Pois Ele foi ferido,
A fim de me salvar;
Assim, ovelha dEle sou,
E com o Seu rebanho vou.
4
Prossigo alegre agora;
Deus dá poder cabal
E graça salvadora;
Protege-me do mal,
O bom Pastor comigo está,
Meus passos Ele guiará.
.
.
157: CRISTO; EM BREVE, VEM!
E. J. e F. S.
1
O dia vem, a clarear,
Já fugiu a noite, brilha a luz dalém;
Um grito soa: aprontar!
Cristo, em breve, vem!
Coro
Qual forte vendaval, rugindo Sobre o mar,
Escuta-se a mensagem, que do céu provém;
Ouvi a grande nova, que alegria traz;
“Cristo, em breve, vem!”
2
Ó povos, tribos e nações
Que escravizados no pecado estais,
Ó preparei os corações!
Oh! Por que demorais?
3
Da morte queiram acordar;
Trevas e pecados. é luz, hão de fugir;
Em breve iremos encontrar
Crista, que há de vir.
.
.
158: QUE FARÁS DE JESUS CRISTO?
F.V. (M. L. Stochs)
1
Diante de Pilatos ‘stá Jesus,
Por todos deixado em aflição,
O qual pergunta à multidão…
-“Que farei de Jesus Cristo?”
Coro
Que farás de Jesus Cristo?
Responde, hoje, sim;
Diria um dia ao vê-Lo:
“Que fará Ele de mim?
2
Em julgamento ainda está
O Nazareno em aflição,
E se repete a pergunta, então:
-“Que farei de Jesus Cristo?”
3
Será julgado Jesus por ti,
Ou recebido com gratidão?
E, mui alegre, dirás, então:
-“Aceito a Jesus Cristo!”
.
.
159: CANTAI, Ó PEREGRINOS
J.F.J.
1
Cantai, ó peregrinos, na lida não canseis
A vossa fé crescendo, as harpas já tocai
Eu sobre o monte santo e glorioso estou,
E para a minha pátria celestial já vou.
Coro
Cantai, continuamente,
louvai p’ra todo o sempre;
Meu coração transborda com divinal louvor.
Cantai, continuamente,
Louvai p’ra todo o sempre;
Meu coração transborda com divinal louvor.
2
Cantai, ó peregrinos, enquanto aqui estais;
Cantai, a Jesus Cristo, enquanto assim passais;
Cantai a velha história de Deus e Seu amor;
O coro sempiterno responde, com fervor.
3
Cantai, ó peregrinos, em breve estareis,
Cantando melhor hino, junto ao Rei dos reis,
Com os que foram antes, e nos esperam lá,
Encontraremos todos, e nada turbará.
.
.
160: DEUS NOS QUIS SALVAR
P.L.M. (Mrs. M. J. Harris)
1
Irmãos, unidos, vamos publicar
Que Deus nos quis salvar,
Que Deus nos quis salvar,
Com o precioso sangue de Jesus,
Vertido lá na cruz.
Coro
Que Deus nos quis salvar,
Que Deus nos quis salvar,
Co’o sangue do Senhor Jesus;
Ó irmãos, devemos avançar,
Olhando para a cruz
2
Irmãos, ao mundo vamos proclamar
Que Deus nos quis salvar.
Que Deus nos quis salvar.
E que, mui breve, há de vir Jesus,
Em gloriosa luz.
3
Na sã Palavra fomos encontrar
Que Deus nos quis salvar,
Que Deus nos quis salvar,
E que no céu veremos o Senhor,
Repletos de amor!
4
Alegres, sempre temos que cantar:
Que Deus nos quis salvar,
Que Deus nos quis salvar.
Por Sua graça, pelo Seu amor,
Louvemos ao Senhor!
.
.
161: NAVEGANDO P’RA TERRA CELESTE
***
1
Pra terra celeste meu barco andará,
Ali, onde os santos já estão;
Findando a noite, manhã romperá;
Então, os remidos entrarão.
Coro
Sim, vou pelas terras, pelos mares também,
Alerta, Jesus me guiará; Ele prometeu a mim,
Nunca deixar-me no mundo, porém,
Sim, levar-me ao porto, co’alegria sem fim.
2
Será jubiloso esse dia pra mim,
Em que eu chegar ao céu de luz;
Que paz e descanso, com Deus, lá sem fim!
Saúdo-Te já, ó meu Jesus!
3
Ó mundo que jazes no vil tentador
Não quero jamais em ti morar,
P’ra testa celeste eu vou com fervor,
Louvares a Cristo irei cantar!
4
Amigos, lembrai-vos que o naufragar
É fácil p’ra qualquer um de vós;
Convite, p’ras bodas, Jesus vos quer dar;
Lugar há bastante para nós.
.
.
162: O ESTANDARTE DA VERDADE
S.S. (May Agnes Stephens)
1
Da verdade, levantemos o estandarte,
Arvoremos o estandarte de Jesus.
Proclamemos, com valor, por toda parte,
A mensagem soleníssima da cruz.
Coro
O mundo está sem luz, sem paz;
Levemos paz, consolação,
A quem, na dor, no luto faz,
Sem luz, sem paz, sem salvação.
2
Da verdade, levantemos o estandarte;
Proclamaremos o Senhor, que é luz e paz;
Pecador, ouve! Jesus tem para dar-te
Salvação que nEle só, encontrarás.
3
Do Evangelho, levantemos o estandarte,
Vem, desperta do teu sono, pecador;
Que o teu Deus, que o teu Senhor tem para dar-te
Copiosas bênçãos do Seu grande amor.
.
.
163: CRISTO MORREU POR MIM
P.L.M. (H. Lutteroth)
1
Do Calvário, pela senda,
O Senhor Jesus subiu,
E na cruz, em dor horrenda,
Obra de amor cumpriu!
Coro
Sobre a cruz, sobre a cruz,
Cristo Jesus morreu por mim;
Sobre a cruz, sobre a cruz,
Cristo Jesus morreu por ti.
2
Oh! Que obra gloriosa
Foi pra Deus a de Jesus!
Sua morte tão penosa
Fez raiar, do céu, a luz!
3
Nesta obra hoje crendo,
Tenho vida e prazer;
Pela fé, estou revendo
O Senhor, por mim sofrer.
4
Pecador na cruz remirá,
De Jesus a morte atroz.
Pois o teu pecado tira,
Se ouvires Sua voz.
.
.
164: PAZ, LUZ E AMOR
P.L.M.
1
Recebi de graça, abundante paz
Por Deus concedida, que me satisfaz;
Queres recebê-la no teu coração?
Busca o Senhora Sua salvação,
Mais de Sua paz, mais de Sua paz,
Quero receber de Deus, que é veraz.
Maia de Sua paz, mais de Sua paz,
Quero receber de Deus, que é veraz.
2
Recebi de graça, abundante luz,
Luz maravilhosa, que me deu Jesus;
Queres recebê-la, pobre pecador?
Deixa, hoje mesmo, o mundo de horror.
Mais de Sua luz, mais de Sua luz,
Quero receber do Salvador Jesus,
Mais de Sus luz, mais de Sua luz,
Quero receber do Salvador Jesus.
3
Recebi de graça abundante amor,
O amor divino do Consolador;
Queres recebê-lo? Abre o coração,
E terás mais gozo e veraz perdão.
Mais de Seu amor, mais de Seu amor,
Quero receber do bom Consolador,
Mais de Seu amor, mais de Seu amor,
Quero receber do bom Consolador.
.
.
165: A ARMADURA CRISTÃ
P.L.M. (Ira D. Sankey)
1
Ao bom Combate vamos, repletos de amor,
Vestidos de justiça, ferventes no Senhor;
Co’os lombos bem cingidos de verdadeira luz,
Calçados do Evangelho do Salvador Jesus.
Coro
De Deus, a armadura – de Cristo, o valor,
irmão meu, segura – p’ra seres vencedor.
2
Da fé, o escudo, que pode vos salvar
Dos dardos inflamados, que vem vos atirar
O grande inimigo, o astuto tentador
Que sempre vos procure tragar, Com seu furor.
3
Entrai no bom combate, em nome do Senhor
Com zelo, com coragem, unidos em amor;
O inimigo, breve, assim, se vencerá,
E sob os pés nossos .Jesus nô-lo porá.
.
.
166: DEIXA ENTRAR O REI DA GLÓRIA
J.T.L. (C. C. Williams)
1
Ouves tu? Jesus te chama
Sim, te chama, ó pecador!
A Jesus, que salva e ama,
Vem agora, sem temor.
Coro
Deixa entrar o Rei da glória
Em ti mesmo, ó pecador;
Quem é este Rei da glória?
É Jesus o teu Senhor
2
Para o mundo e o pecado
Tens no coração lugar,
Mas Jesus ressuscitado,
Tu não podes abrIgar?
3
Do prazer, a vista linda,
Deste mundo sedutor,
Sim, um dia aqui se finda,
Com a morte, ó pecador!
4
Hoje é dia aceitável
Para vires t’entregar
A Jesus, que mui amável,
Quer, e pode te salvar
.
.
167: AS TESTEMUNHAS DE JESUS
S.N. (Lewi Pethrus)
1
Ó companheiros desta causa santa
Anunciai que Cristo é Salvador,
E boa nova que o perdido salva
E do escravo faz um vencedor;
Do Amazonas, até ao Rio Grande,
O Evangelho, ousados, proclamai,
E a mensagem, que da paz nos fala;
Eterna glória vos dará do Pai.
2
A salvação perfeita e gloriosa,
Que, em Jesus, o Pai quis revelar,
Nós publicamos, sim, por toda a pátria.
Aos que Jesus já veio pra salvar.
E muitos já a Cristo se entregaram,
E a estes outros vão se reunir,
Sim, a Palavra, em vão, não se semeia,
Pois quem a deu, também a faz fruir.
3
Poder do alto pra ser testemunha,
Foi a promessa qu’Ele nos deixou,
Bem poucos crentes, ‘stão à Sua espera,
Desconhecendo o que Deus nos legou,
Mas, glória a Deus! Há outros que acordaram
E cheios de poder pentecostal,
Vão despertar os crentes ociosos,
P’ra acharem este dom celestial.
4
No nome de Jesus nós proclamamos,
A salvação pra todo o pecador,
E este nome cura os enfermos,
Que buscam nEle aliviar a dor;
E os demônios serão expulsos,
Porque Jesus poder nos prometeu,
E já um povo está se preparando
Pra encontrar Jesus, o Rei do céu.
.
.
168: MEUS IRMÃOS, NOS JUBILEMOS
P.L.M. (Com. Herbert Booth)
1
Meus irmãos, nos jubilemos
Em Jesus, o Rei da glória,
Nesta fé que recebemos,
Nesta paz, que dá vitória,
No Consolador divino,
Que aviva a memória,
E em nós entoa hinos a Jesus.
Coro
Meus Irmãos, nos jubilemos
Em Jesus, por Sua bênção;
Pois, assim, nós sempre temos
Salvação.
2
Meus irmãos, nós congregados,
Entoemos nosso canto
Ao Senhor, o nosso amado,
Ao bom Deus, perfeito e santo;
No seu gozo jubilemos,
E secar-se-á o pranto;
Em espírito adoremos a Jesus.
3
Meus irmãos, em Cristo somos
Pelo Espírito gerados,
E pra sermos santos, fomos
Por Jesus já resgatados;
Pela fé, nós desfrutamos
Liberdade do pecado,
E também, nos alegramos em Jesus.
.
.
169: OH! JESUS ME AMA
P.L.M. (Lewi Pethrus)
1
Longe do Senhor, andava,
No caminho de horror,
Por Jesus não perguntava,
Nem queria o Seu amor.
Coro
Oh! por que Jesus me ama?
Eu não posso t’explicar!
Mas, a ti também te chama,
Pois deseja te salvar!
2
No juízo não pensava,
Nem na minha perdição,
Nem minh’alma desejava
A eterna Salvação.
3
Já cansado do pecado,
Fui aos pés do Salvador,
E ali, caiu o fardo
De tristezas e de dor.
4
Como é maravilhoso.
Pertencer ao meu Jesus!
Ter a graça, o repouso,
E ficar ao pé da cruz!
.
.
170: AO CALVÁRIO DE HORROR
P.L.M. (I. H. Meredith)
1
Como havia trevas no meu coração,
Quando Jesus Cristo me salvou;
Pela luz divina, com a Sua mão,
Todas as minhas trevas dissipou!
Coro
Ao Calvário de horror, subiu Jesus,
Levando a cruz, levando a cruz;
Ao Calvário de horror, subiu Jesus,
Levando a minha cruz!
2
Vindo um perdido ao Senhor Jesus,
Achará o gozo divina!,
E na sua alma raiará a luz,
Luz que vem do céu, luz eternal!
3
É maravilhoso o amor de Deus,
Que mandou Seu Filho p’ra salvar
Todo o perdido pecador ou réu,
Que a Sua graça aceitar!
.
.
171: UM PECADOR REMIDO
P.L.M. (Grant Colfax Tullar)
1
Era um pecador, andava sem Jesus,
Não tinha esperança, nem divina luz;
Hoje sou remido, Cristo me salvou,
Co’o Seu sangue me lavou!
Coro
Que amor me concedeu Jesus,
Gozo santo e celeste luz;
Casto, breve, do céu descerá,
E consigo, então, me leva ri.
2
O Consolador já veio em mim morar,
A Palavra santa veio iluminar;
Quero ser guiado por tão clara luz,
Que a Cristo me conduz.
3
Vem, Jesus amado, vem sem demorar,
Eu estou ansioso pra no céu entrar;
Vem sem mais tardança, faz raiar a luz,
“Ora vem, Senhor Jesus”
4
Queres, pecador, gozar a salvação?
Vem a Cristo, hoje, receber perdão,
Cristo te aceita, pobre pecador,
Nos Seus braços de amor!
.
.
172: Ó VEM TE ENTREGAR
P.L.M.
1
Ó pecador, cansado e abatido,
que neste mundo vagas, sem consolação!
Se queres ser, de graça, revestido,
Aceita Cristo, e Sua salvação.
Coro
Ó vem te entregar
Ao grande Salvador,
Que veio te salvar,
E te espera, cheio de amor.
2
Ó pecador, se estás desanimado,
Porque o mal domina todo o teu ser,
Ó crê em Cristo, o crucificado,
E contra o vício tu terás poder.
3
Ó pecador, por que não te entregas
A Jesus Cristo, o bondoso Salvador?
Que, vindo a morte, grato te carrega
Ao Paraíso, ao país de amor!
4
Se comoção tu sentes em tu’alma,
E queres hoje receber a salvação,
Aceita Cristo, com fá e com calma,
Vem te entregar, de todo o coração.
.
.
173: OS SANTOS LOUVAM AO SENHOR
P.L.M. (Wm. J. Kirkpatrick)
1
Pronto ‘stamos p’ra louvar Jesus, o Salvador,
Glória a Jesus e aleluia!
E havemos de cantar ao nosso Redentor,
Glória a Jesus e aleluia!
Coro
Têm os santos do Senhor
O direito de cantar
Que Jesus, com grande amor,
Veio à terra p ‘ra salvar;
Nossa alma resgatou,
Com Seu sangue nos lavou;
Glória a Jesus e aleluia!
2
A certeza temos já da nossa redenção,
Glória a Jesus e aleluia!
E, cantando, vamos indo p’ra feliz Sião;
Glória a Jesus e aleluia!
3
Temos firmes as promessas que Deus nos quis dar,
Glória a Jesus e aleluia!
Por Jesus, aqui, podemos sempre triunfar,
Glória a Jesus e aleluia!
Coro Final
Têm os santos do Senhor
O poder de exaltar
Cristo, nosso Salvador,
Que nos veio resgatar;
Já vivemos pela fé,
No palácio do que “É”;
Glória a Jesus. aleluia!
.
.
174: GLÓRIA, ALELUIA, GLÓRIA!
A.S.
1
Tenho gozo em dar louvor,
Glória, aleluia, glória!
A Jesus, meu Salvador,
Glória, aleluia, glória!
Coro
Glória a Deus, Jesus me salvou!
Glória a Deus, Jesus me livrou!
Glória a Deus, que eu salvo estou!
Glória, aleluia, glória!
2
Só Jesus pode salvar,
Glória, aleluia, glória!
E de todo o mal livrar,
Glória, aleluia, glória!
3
Enquanto no mundo andar,
Glória, aleluia, glória!
A Jesus hei de louvar,
Glória, aleluia, glória!
4
Quando eu no céu chegar,
Glória, aleluia, glória!
Para sempre irei cantar,
Glória, aleluia, glória!
.
.
175: IRMÃOS AMADOS
P.L.M.
1
Irmãos amados – E resgatados,
Segui avante – E triunfantes,
Combateremos – E venceremos,
No nome santo de Jesus!
Coro
No nome santo – alegre canto:
Eu fui lavado – Santificado;
Vivi perdido – Mas sou remido.
No nome santo de Jesus!
2
Irmãos amados – Santificados,
Vivei unidos – Pois sois remidos,
Não mais temendo – O bem fazendo,
No nome santo de Jesus!
3
Irmãos amados – Purificados,
Sede valentes – E mui prudentes,
Estais lavados – E libertados,
No nome santo de Jesus!
.
.
176: SACERDOTES DO SENHOR
P.L.M. (J. W. Henderson)
1
Ao Senhor que nos tem feito
Sacerdotes verdadeiros,
Demos-Lhe louvor e glória, sem cessar;
Pois Seu sangue é perfeito,
Regenera por inteiro,
Toda a alma, que quer se salvar.
Coro
Todos, tendo a mesma mente,
Jubilosos e contentes,
Demos glória, suma honra ao Redentor:
Sobre a cruz foi traspassado;
Com Seu sangue derramado,
Resgatou-nos o bom Salvador.
2
Ele é o alfa e o Ômega.
O primeiro e o Ultimo,
E o Rei dos reis, de todos o Senhor;
Ele é quem nos achega
Sua graça, Seu arrimo,
Pelo divinal Consolador.
3
Com Jesus, o nosso Esposo.
Lá no céu, nós entraremos.
Todos juntos, sim, no Reino Seu, de amor;
Vê-Lo-emos glorioso,
E com Ele cantaremos
Novos hinos, cheios de fervor.
.
.
177: SALVO ESTOU
F.V. (Jno. R. Sweney)
1
Salvo estou, Jesus comprou-me
Do pecado e perdição;
Com Seu ‘spírito já selou-me
Deu-me paz no coração.
Coro
Glória, glória, aleluia,
Já acheis salvação;
Glória, glória, aleluia,
Cristo deu-me redenção.
2
Cantarei com alegria,
Jubiloso som do céu.
Louvarei com harmonia
A Jesus. o amado meu.
3
A mensagem gloriosa
Duma eterna salvação,
Forte, sim, e poderosa,
Digna é de aceitação.
4
Ao chegar o fim da lida,
Me recebes, Salvador;
Me concede eterna vida,
No Teu reino de amor.
.
.
178: GLORIOSA PAZ
P.L.M. (Haldor Lillenas)
1
Crendo em Cristo Jesus vim obter
Gloriosa paz, perfeita paz:
Inda que dores açoitem meu ser,
Tenho doce paz!
Coro
Paz, paz, gloriosa paz;
Paz, paz, perfeita paz;
Desde que Cristo minh’aima salvou,
Tenho doce paz!
2 Paz insondável, qual um grande mar,
Gloriosa paz, perfeita paz;
Posso nos braços de Deus repousar,
Tenho doce paz!
3
Paz inefável de Deus, que faz bem,
Gloriosa paz, perfeita paz;
Que dá alento à alma também,
Tenho doce paz!
4
E, nos conflitos com o tentador,
Gloriosa paz. perfeita paz,
Cristo Jesus me fará vencedor,
Tenho doce paz!
.
.
179: REDENTOR FORMOSO
P.L.M.
1
Redentor formoso e belo,
Que habitas em alvor;
Na minh’alma eu anelo
De ser como és Tu, Senhor
Coro
Té que um dia vá, remido,
No céu eu ver o Redentor!
Depois que eu tiver cumprido
O Seu querer, por Seu amor.
2
Os meus olhos, ó retira,
Deste mundo de horror,
Pois minh’alma em Ti remira
Tua graça e Teu favor.
3
Já a noite se avança;
Bela estrela vai nascer,
Temos nós a esperança
Dum eterno e gran prazer.
4
Tua mão, ó me sustente,
Humilhado aos Teus pés,
Com a alma e com a mente,
Pela verdadeira fé.
.
.
180: EM CRISTO FRUIMOS A PAZ
P.L.M.
.
.
1
Aonde fruirmos a paz, o amor?
Em Cristo, somente em Cristo;
Aonde nós temos poder e vigor?
Em Cristo, somente em Cristo.
Coro
Em Cristo, em Cristo,
Eu sinto em mim um gozo, sem fim;
É Inexplicável mas é agradável
Estar no amor de Cristo.
2
Aonde águas vivas nós vamos buscar?
Em Cristo, somente em Cristo:
É inexplicável mas é agradável
Estar no amor de Cristo.
3
Aonde havemos nós de repousar?
Em Cristo, somente em Cristo;
As forças podemos também renovar?
Em Crista, somente em Cristo.
4
Aonde achamos imenso poder?
Em Cristo, somente em Cristo;
E um povo cheio de santo prazer?
Em Cristo, somente em Cristo.
.
.
181: VEM, CELESTE REDENTOR
J.T.H.
1
Vem, Senhor, do bem a fonte,
Vem, celeste Redentor.
Ajudar-me a entoar-te
Dignos hinos de louvor;
Tu, Jesus, por mim morreste,
Quero só pra Ti viver;
Quero em todos os momentos
Tua bênção receber.
2
Era pobre desgarrado
Quando Cristo me buscou;
Para me salvar do inferno
O Seu sangue derramou;
Em Sua morte tão penosa,
Paz, perdão e vida achei.
E com Ele eternamente
Sua glória fruirei.
3
De tua graça, ó meu amado.
Sou contínuo devedor;
Mais e mais a Ti me atrai
Pelo Teu divino amor;
Sou ingrato, e bem conheço.
Peço, meu Senhor, perdão;
Tira-me do vil pecado,
Rege Tu meu coração.
.
.
182: JESUS NO GETSÊMANE
P.L.M. (M. D´Angelo)
1
Jesus no Getsêmane foi ligado,
E pelos ímpios foi arrastado
A corte, onde foi muito insultado,
E atingido, por meu pecado;
E a sentença da turba foi o brado:
“Que seja Cristo crucificado.”
Vituperado e flagelado
Jesus sofreu o meu pec5do.
Vituperado e flagelado
Jesus sofreu o meu pecado.
2
Então, na cruz, foi o Cristo pendurado
E duma lança foi traspassado;
Ali estava Jesus ensangüentado,
Por meus pecados atormentado!
“Deus meu, Deus meu, por que tens m’abandonado?”
Clamava Cristo crucificado;
“Perdoa o povo tão enganado,
Que cometeu um tal pecado”.
“Perdoa o povo tão enganado,
Que cometeu um tal pecado”.
3
Depois Jesus Cristo foi da cruz tirado,
E ao sepulcro foi carregado;
Por santos, Seu corpo foi embalsamado,
E entre ricos foi sepultado;
Estando Cristo Jesus já enterrado;
O Seu sepulcro foi bem guardado;
Após três dias, Jesus amado.
Da morte foi ressuscitado.
Após três dias Jesus amado,
Da morte foi ressuscitado.
.
.
183: RESSUSCITOU
P.L.M. (M. D´Angelo)
1
Da sepultura, para o céu, Jesus voltou,
Depois que o pecado aniquilou;
Com gran poder foi que ressuscitou,
E liberdade aos presos proclamou;
Tremendo, a terra O saudou,
Pois que da morte se levantou.
Coro
Ressuscitou! Ressuscitou!
E para o céu depois tornou;
Mas voltará, também de lá,
E neste mundo, então reinará.
2
Em riso, o pranto dos discípulos se tornou,
Pois vivo, Cristo se apresentou;
– “Parti p’ra Galiléia, ordenou,
E a promessa santa revelou:
“Poder do alto, eu vos dou
Pois ao meu Pai, pedi-lo vou”.
3
Jesus a Sua mão divina levantou,
Abençoando seres que salvou,
E, triunfante, para o céu tornou.
E uma nuvem logo O ocultou;
Mas a promessa lhes deixou:
“Eis que convosco pra sempre estou”
4
Sentado à destra de Deus Pai, Jesus está,
Por Sua Esposa suplicando já;
O mundo disto não cogita cá,
Porque não vê a luz que brilha lá;
Mui breve, Cristo voltará,
Mas, só os Seus, ao céu levará.
.
.
184: MEU JESUS! MEU JESUS!
P.L.M. (Wm. J. Kirkpatrick)
1
De meu terno Salvador,
Cantarei o imenso amor,
Dando glória e louvor a Jesus,
Pois das trevas me chamou,
De cadeias me livrou,
E da morte me salvou meu Jesus!
Coro
Meu Jesus! Meu Jesus!
Que precioso é o nome de Jesus!
Com Seu sangue me limpou;
De Seu gozo me fartou;
Oh! que graça me mandou, meu Jesus.
2
Oh! que triste condição
A do ímpio coração;
Me salvou da perdição; meu Jesus;
Do pecado, o perdão;
Da ruína, salvação;
Por tristeza, galardão, meu Jesus!
3
Pelo mundo a vagar.
Solitário sem parar,
Sem a doce paz gozar de Jesus;
Todo pranto a sofrer,
Hão passados, e prazer
Já começo a receber de Jesus.
4
Oh! que sangue remidor,
Encontrei no Salvador,
Sangue purificador, de Jesus!
Dai louvores em ação
Da bendita salvação!
Hinos dai por gratidão a Jesus!
.
.
185: INVOCAÇÃO E LOUVOR
A.H.S. (Henry Carey)
1
Vem Tu, ó Rei dos reis.
Guiar os teus fiéis p’ra Te louvar.
Grande e glorioso Ser, Pai de todo o poder,
Vem sobre nós reger, oh! Deus sem par!
2
Vem Tu, Verbo de Deus,
Fazer chegar aos céus nossa oração.
Vem, sim, abençoar teu povo e prosperar
Mensagem que falar da salvação.
3
Vem. Tu. Consolador,
Inspira e dá fervor às orações;
Espírito de paz, afasta Satanás,
E plena graça traz aos corações.
4
Ao grande trino Deus
Louvem os anjos Seus e nós também,
A Deus nosso Senhor: Pai, Filho e Condutor
Louvemos com fervor, pra sempre. Amém.
.
.
186: DE VALOR EM VALOR
P.L.M. (Wm. Edie Marks)
1
Pela fé que uma vez me foi dada,
Pra seguir o Cordeiro de Deus,
Pela graça de Deus enviada,
Andarei, com valor, para os céus.
Coro
Quero andar de valor em valor
E seguir a Jesus, meu Senhor;
Té que um dia receba no céu
A coroa, que me dará Deus.
2
De Deus, quero vestir a armadura,
Pra lutar com coragem e valor.
Pois aqui a peleja é dura,
Contra as hostes do vil tentador.
3
Em Jesus eu farei mil proezas
No combate da fé e do amor;
NEle tenho vigor e destreza,
P’ra lutar e pra ser vencedor!
4
Eu direi, ao findar esta liça:
Combati o combate de amor
E coroa terei de justiça.
Que no céu me dará o Senhor.
.
.
187: MAIS PERTO, MEU DEUS, DE TI!
J.G.R. (Lowell Mason)
1
Mais perto quero estar
Meu Deus, de Ti!
Inda que seja a dor
Que me una a Ti,
Sempre hei de suplicar
Mais perto quero estar
Mais perto quero estar
Meu Deus, de Ti!
2
Andando triste, aqui
Na solidão,
Paz e descanso a mim
Teus braços dão;
Nas trevas vou sonhar,
Maia perto quero estar,
Mais perto quero estar,
Meu Deus, de Ti!
3
Minh’alma cantará
A Ti, Senhor!
E em Betel alçará
Padrão de amor,
Eu sempre hei de rogar
Mais perto quero estar,
Mais perto quero estar,
Meu Deus, de Ti!
4
E, quando Cristo, enfim,
Me vier chamar,
Nos céus com serafins,
Irei morar.
Então me alegrarei
Perto de Ti, meu Rei.
Perto de TI, meu Rei,
Meus Deus, de Ti!
.
.
188: O GOZO DO CÉU
A.S. (J. E. French)
1
Bem sei, muitos não podem compreender
Porque feliz é o meu viver;
Entrar na Canaã de santo prazer,
É gozo do céu para mim.
É gozo do céu para mim;
Sim, gozo do céu para mim;
Entrar na Canaã de santo prazer,
É gozo do céu para mim.
2
Os lindos acordes celestes ouvir,
No Evangelho que recebi;
Confiar em Jesus e segui-Lo aqui,
É gozo do céu para mim.
É gozo do céu para mim;
Sim, gozo do céu para mim;
Confiar em Jesus e segui-Lo aqui,
É gozo do céu para mim.
3
Possuir o meu ser transformado em luz
Ter o ‘spírito de Jesus,
Negar a mim mesmo e tomar minha cruz,
É gozo do céu para mim.
É gozo do céu para mim;
Sim, gozo do céu para mim;
Negar a mim mesmo e tomar minha cruz,
É gozo do céu para mim.
4
A vida eterna, em Cristo, gozar,
O que é “lá de cima” buscar,
Deixar meu Jesus em minha alma reinar,
É gozo do céu para mim.
É gozo do céu para mim;
Sim, gozo do céu para mim;
Deixar meu Jesus em minh’alma reinar,
É gozo do céu para mim.
.
.
189: GLÓRIA AO SALVADOR
H.M.W. (J. H. Stockton)
1
Chegado à cruz do meu bom Senhor,
Prostrado aos pés do Redentor,
Ele ouviu todo meu clamor
Glória ao Salvador.
Coro
Glória ao Salvador!
Glória ao Salvador
Agora sei que Ele me salvou
Glória ao Salvador!
2
Que maravilha! Jesus me amou,
Tudo de graça me perdoou;
Quebrou meus laços e me livrou;
Glória ao Salvador!
3
Junto à cruz, inda há lugar,
Vem, ó aflito, sem demorar,
Cristo está pronto pra te salvar,
Vinde ao Salvador!
.
.
190: CRISTO! MEU CRISTO!
K.
1
Oh! quanto fez Jesus por mim!
Salvou-me do pecado!
Até à morte (triste fim),
Amou-me o bem amado.
Com Deus, o Pai, agora está
Jesus, meu Advogado;
Morada me concederá
Na glória, com o amado.
Coro
Cristo! meu Cristo!
Teu nome é doce, amado!
Desejo ver-te, face a face
meu Cristo bem amado.
2
Defende como protetor,
Segura o pé cansado;
E sobre mim, com terno amor.
Vigia o bem amado.
A minha humilde petição
Escuta com agrado;
Tranqüilo e débil coração,
Repousa em Ti, Amado.
.
.
191: O MEU JESUS
P.L.M. (S. J. Vail)
1
O meu Jesus, por mim, morreu
Na cruz, com dor horrenda;
Ali em meu lugar sofreu,
Angustia mui tremenda!
Quem poderei no mundo achar.
Que a meu Jesus vá comparar?
Jesus, Jesus, somente vou amar!
2
O meu Jesus está no céu,
intercessor potente,
Por mim, pedindo sempre a Deus.
A graça, amor fervente.
Ninguém jamais ao Pai conduz
O pecador, senão Jesus;
Jesus, Jesus, a Deus, ó me introduz!
3
O meu Jesus ressuscitou,
Em corpo glorioso,
Também, por mim, a Deus pagou
Um preço fabuloso!
Qual dos mortais vou encontrar
Que a meu Jesus vou igualar?
Jesus, Jesus, não posso comparar!
4
Jesus do céu há de voltar,
Em majestade e glória,
Então Seus anjos irão cantar
O hino da vitória,
Jesus, enfim, vai suplantar
O Anticristo, e reinar.
Jesus, Jesus, ó vem me arrebatar!
.
.
192: PELO SANGUE
P.L.M.
1
Pelo mundo brilha a luz,
Desde que morreu Jesus.
Pendurado lá na cruz do Calvário!
Os pecados carregou
E de culpa nos livrou,
Com o sangue que manou, no Calvário!
Coro
Pelo sangue, pelo sangue,
Somos redimidos, sim
Pelo sangue carmesim;
Pelo sangue, pelo sangue.
Pelo sangue de Jesus, no Calvário!
2
Antes, tinha mui temor,
Mas, agora, tenho amor,
Pois compreendo o valor do Calvário;
Eu vivi na perdição
Mas achei a salvação
Pela grande redenção: o Calvário!
3
És um grande pecador?
Eis aqui Teu Salvador!
Tema do bom pregador: o Calvário.
O Cordeiro divinal
Padeceu na cruz teu mal,
E oferece graça tal, no Calvário.
.
.
193: A ALMA ABATIDA
P.L.M.
1
Se tu, minh’alma, a Deus suplicas,
E não recebes, confiando fica
Em Suas promessas, que são mui ricas,
E infalíveis pra te valer.
Coro
Por que te abates, ó minha alma?
E te comoves, perdendo a calma?
Não tenhas medo, em Deus espera,
Porque bem cedo, Jesus virá.
2
Ele intercede por ti, minh’alma;
Espera nEle, com fé e calma;
Jesus de todos teus males salva,
E te abençoa, dos altos céus.
3
Terás em breve, as dores findas,
No dia alegre da Sua vinda;
Se Cristo tarda, espera ainda
Mais um pouquinho, e O verás.
.
.
194: JESUS ME GUIARA
J.T.L. (Mrs. J. G. Wilson)
1
Há quem vele as pisadas
Que eu dou na sombra ou luz,
Pelas sendas escarpadas,
Velará por mim Jesus;
Pelos vales, pelos montes,
Me conduz a Sua mão;
Vejo já os horizontes
Duma perene mansão.
Coro
Há quem vele as pisadas,
Minha senda traçará;
Para as célicas moradas,
Sim, Jesus me guiará
2
Há contacto que m’explica
A presença do Senhor,
Que as manchas purifica
E me livra de temor;
Cristo com a mão ferida,
Proteção me pode dar,
Quando vejo desta vida
O inquieto e forte mar.
3
Há um coração amante,
De infinita compaixão,
Que concede paz constante
Ao contrito coração;
Há favor e liberdade
Em Jesus, o Salvador,
Muita graça e verdade
E poder consolador.
.
.
195: BENIGNO SALVADOR
K.
1
Benigno Salvador! Com Tua aprovação,
Consagra em doce amor esta feliz união,
E sobre os noivos faz descer
A graça que lhes é mister.
2
Fá-los em paz andar unidos no Senhor,
E a vida aqui passar em terno e santo amor
Ligados no amor de Deus;
Caminhem juntos para os céus.
3
Ó digna-Te reger sua casa como Rei;
Seus corações manter dóceis,
à Tua lei; Livra-os de toda a tentação,
Consola-os na tribulação.
4
Se o Salvador cumprir a nossa petição,
Podemos descobrir nesta bendita união
A sombra do celeste amor
Dos salvos e seu Salvador.
.
.
196: UMA FLOR GLORIOSA
F.V.
1
Já achei uma flor gloriosa,
E quem deseja a mesma terá;
A rosa de Saron preciosa
Entre mil mais beleza terá;
No vale de sombra e morte,
Nas alturas de glória e luz,
Esta rosa será a minha sorte,
Precioso p’ra mim é Jesus!
Coro
Precioso pra mim é Jesus!
Precioso pra mim é Jesus!
Eu confesso na vida e na morte
Que tudo pra mim é Jesus!
2
Já de muitos foi achada a rosa
E provado o excelente odor
E o poder desta flor gloriosa
Que dá vida ao vil pecador.
Mui zeloso pela lei foi Saulo,
Perseguia o povo de Deus,
Mas transformado foi em um Paulo.
Pois achou ele a rosa dos céus.
3
Vai buscar a Jesus precioso,
Vai depressa, a noite já vem,
E, se perdes o amor glorioso,
Será triste pra ti o além;
Esta flor hoje é ofertada
A quem humildemente a buscar;
Será logo da terra tirada,
Para brilhar em outro lugar.
.
.
197: O LAR DA GLÓRIA
T.H.
1
No céu foi Jesus preparar-nos lugar.
Na glória.
E breve, mui breve Ele há de voltar,
Em glória.
Coro
Eu sei, eu sei, eu tenho um lar na glória!
Oh! eu sei, eu sei, um lar no céu!
2
Levanta os olhos e conta o que há.
Na glória.
De pedras preciosas o lar brilha lá,
Em glória.
3
Ainda não vi, mas os anjos estão,
Na glória.
E ruas cobertas de ouro serão,
Na glória.
4
Um dia, feliz para o céu seguirei,
P’ra.glória,
Com Cristo a reinar, eu depois voltarei,
Em glória.
5
Amigos espero no céu encontrar,
Na glória.
E juntos havemos de sempre ficar,
Na glória.
.
.
198: JESUS, O BOM AMIGO
J.H.N.
1
Achei um bom amigo, Jesus, o Salvador,
O escolhido dos milhares para mim;
Dos vales é o lírio; é o forte Mediador,
Que me purifica e guarda para Si,
Consolador amado, meu protetor do mal,
Solicitude minha toma a Si.
Coro
Dos vales é o lírio, a estrela da manhã,
O escolhido dos milhares para mim.
Consolador amado, meu protetor do mal,
Solicitude minha toma a Si,
Dos vales é o lírio, a estrela da manhã,
O escolhido dos milhares para mim.
2
Levou-me as dores todas,
As mágoas lhe entreguei;
Minha fortaleza é, na tentação.
Deixei, por Ele tudo; os ídolos queimai;
Ele me conserva santo o coração,
Que o mundo me. abandona; persiga o tentador;
Jesus me guarda até da vida o fim.
3
Não desampara nunca,
Nem me abandonará,
Se fiel e obediente eu viver;
Um muro é de fogo, que me protegerá,
Té que venha a mim o tempo de morrer,
Ao céu então voando, Sua glória eu verei
Onde a dor e a morte nunca vêm.
.
.
199: A CEIA DO SENHOR
E.C. (Geo. Naegeli)
1
Senhor, reunidos aqui
A fim da Tua morte lembrar;
Partindo este pão nos lembramos de Ti,
Até que nos venhas buscar.
2
O cálice que vamos beber,
É símbolo do sangue Teu,
Do qual nunca devemos nos esquecer;
Por ele nós temos o céu.
3
Faz-nos sempre dignos, Senhor,
Da Tua divinal comunhão;
Do Teu corpo e sangue purificador
Que nos dá veraz salvação.
.
.
200: O BONDOSO AMIGO
R.H.M.
1
Quão,bondoso amigo é Cristo!
Carregou co’a nossa dor,
E nos manda que levemos
Os cuidados ao Senhor.
Falta ao coração dorido
Gozo, paz, consolação?
Isso é porque não levamos
Tudo a Deus em oração.
2
Tu estás fraco e carregado
De cuidados e temor?
A Jesus, refúgio eterno,
Vai com fé teu mal expor!
Teus amigos te desprezam?
Conta-Lhe isso em oração,
E com Seu amor tão terno,
Paz terás no coração.
3
Cristo é verdadeiro amigo,
Disto provas nos mostrou,
Quando pra levar consigo
O culpado encarnou.
Derramou Seu sangue puro
Nossa mancha pra lavar;
Gozo em vida e no futuro
NEI’ podemos alcançar.

  1. Nenhum comentário ainda.
  1. 19/02/2011 às 22:32

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: